sábado, 27 de junho de 2009

DEUS OU DINHEIRO (MAMOM)? DECIDA HOJE, ENQUANTO HÁ TEMPO, QUEM É O SEU SENHOR

Texto

“Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Lucas 16:13)

Primeiro vamos definir claramente o termo Mamom, usado por Jesus. Esse nome quer dizer dinheiro ou riqueza material. O espírito por detrás das riquezas é um espírito maligno - enviado diretamente do trono de satanás - dissimulado na opulência, na luxúria e que carrega, a todos quantos puder seduzir, para a mentira, ganância, cobiça, decepção e morte espiritual; não se engane disso.

Jesus nesse texto de Lucas 16 vai mostrar que a raiz de todos os nossos pecados e do maligno que nós vemos na nossa vida, fortalezas que nos oprimem e nos tornam cativas dessa própria raiz, provêm do amor ao dinheiro. Aí Ele continua e nos diz que você não pode amar a Deus e o dinheiro ao mesmo tempo. Se você ama o dinheiro, você não pode amar a Deus, você não pode servir a Deus. Entenda: você não pode ter ambos!

Jesus nos dá uma escolha para fazer, você não pode ter o que o seu espírito anseia e aquilo que sua carne deseja. E não cometam erro acerca disso, meus irmãos, minhas irmãs, nossa carne deseja, anseia, sonha com DINHEIRO. Nós gostamos de segurança, nós gostamos do que ela tem para oferecer, nós ficamos com medo do que pode acontecer conosco se não a tivermos. Nós a amamos, nós a tememos, nós a servimos, na sua grande maioria.

Nós não podemos fugir dessas palavras de Jesus, mas a verdade é que nós não gostamos de lê-la porque essa é uma área que preferimos fechar os olhos. As palavras de Jesus são contundentes, nos incomodam, então, é melhor pular esse trecho e ir para as Bem-Aventuranças; mais suave.

Jesus está nos dizendo que só temos duas escolhas. É desta forma que Ele fará no dia do julgamento. Ele não lhe julgará pelo quanto você disse que o amava com seus lábios (ver Isaías 29:13a). Você pode dizer o dia todo Senhor, Senhor, Senhor, mas Ele vê através dessas suas palavras diretamente dentro do seu coração, a fim de saber se você é realmente devoto a Ele. Jesus vê através da luz da Sua própria Palavra, que está brilhando em você agora mesmo, que diz assim: “Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia.” (João 12:48)

Se nós formos sábios o suficiente para compreender que quando Jesus disse: “ou você serve a Deus ou ao dinheiro”, sem qualquer trocadilho, Ele estava literalmente dizendo: “Se você ama a Deus, você odeia o dinheiro e se você for devoto ao dinheiro, então você desprezará a Deus.” Você e eu só temos duas opções e não existe um meio termo. Aqui está o negócio: “se você não odiar o dinheiro, então você Me odiará”. Para aqueles que gostam de uma forma mais visual, assim segue. Duas escolhas: Odiar ao Dinheiro/Amará Deus ou Devoto ao Dinheiro/Desprezará Deus.

E isso é o que Deus está lhe perguntando hoje: você pode dizer honestamente a frase “Eu odeio o dinheiro”? Pastores evangélicos, vocês têm algum problema em dizer isso e repetir junto comigo: “Eu odeio o dinheiro que entra na minha igreja através dos dízimos e das ofertas”? Ou essas palavras ficam enroscadas na sua garganta? Ou você prefere dizer: “Não, esse dinheiro é uma bênção”? Ou a sua mente começa a dizer: “Isso é ridículo, isso é totalmente irracional, Deus sabe que nós precisamos de dinheiro para viver neste mundo... blá, blá, blá”

É mesmo? Puxa, que engraçado, mas não é isso o que Jesus disse na Sua Palavra! Ou você vai querer distorcê-la, só para o seu benefício ou para o melhoramento do seu ministério? “Oh, amo a Deus e faço tudo por amor a Ele e por isso quero ver minha igreja rica, meu ministério grande, só para honrar a Deus!”

Ah é? Deus está olhando, neste exato momento, o que vai aí dentro do seu coração. Quero lhe dizer algo, Ele não precisa da sua igreja grande e nem do seu ministério poderoso, para que Ele seja Senhor de tudo e de todos.

Então, você acha ridículo Deus exigir isso de nós? Parece ridículo para nós porque estamos olhando pela perspectiva de um coração enganoso (ver Jeremias 17:9). O nosso coração diz: "sim você pode ter os dois, é só saber acomodá-los." Parece que muitos pastores de comunidades evangélicas, que até mesmo estão enviando o dinheiro arrecadado para guardá-lo em bancos no exterior, sabem muito bem como encaixar esses dois valores diametralmente opostos! O único problema que esse “truque” não se encontra na Bíblia, mas só na cartilha de satanás.

A nossa natureza humana nos faz acreditar que nós podemos amar Deus e, sabe como é, trazer um dinheiro junto nessa jornada, caso seja necessário, vai que Deus se esquece da gente. Mas, se nós olharmos pelo aspecto de Deus torna-se muito claro e razoável o fato de Deus esperar de nós odiarmos o dinheiro, pois pelo ponto de vista de Deus, o dinheiro é um ídolo, é algo que luta pela nossa atenção, devoção, lealdade, afeição e o nosso temor, aquele tipo de temor que nos faz obedecer a um senhor. Essa luta tenta nos afastar de Deus.

E não adianta usar o texto de Isaías 55:8 para justificar que você não deve pensar como Deus. Isso só faz de Jesus um mentiroso quando pediu para você escolher: ou Deus ou Mamom. E ponto final.

O dinheiro quer que você sirva ao dinheiro e não quer que você sirva a Deus e Deus sabe disso, pois é um espírito maligno por detrás dele. Em se tratando de um ídolo, para Deus idolatria é igual a adultério. Veja o que diz o salmista: “E serviram aos seus ídolos, que vieram a ser-lhes um laço. Assim se contaminaram com as suas obras, e isso foi como prostituição aos olhos de Deus.” (Salmo 106:36,39)

É muito fácil ser levado por uma mente pós-modernista e achar esse negócio de dinheiro apenas uma coisa de semântica, uma questão de doutrina de cada igreja, ou até mesmo uma filosofia de vida, mas olhando pela perspectiva de Deus, esse assunto se torna muito pessoal, dizendo respeito ao tipo de relacionamento que você tem com Ele.

Quando você insiste a se apegar a esse ídolo chamado dinheiro, você está cometendo adultério e “Aqueles que se apegam aos falsos ídolos, deixam a graça que poderia ser deles.” (Jonas 2:8)

Quando você deixa de negar esse antigo amante, esse ídolo, se arrependendo por tê-lo amado antes de conhecer a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, você deliberadamente mantém o pecado de adultério dentro do seu coração, mesmo que diga: “Oh, eu não quero dormir mais com ele, apenas queremos ser bons amigos” Deus sabe o que vai dentro de você. É impossível enganar a Deus e fazê-lo de tolo.

Se você não está desejoso e decidido de romper completamente com esse ídolo chamado dinheiro, que mantém uma algema na sua vida, Deus sabe que você tem um amante e que vai dormir com ele, mais cedo ou mais tarde. E você ainda pode dizer que você não o ama, o dia inteiro, porém Deus vê através das suas próprias palavras.

É por essa razão que é possível entender que o Senhor quer uma Noiva, eu e você, separada só para Ele. Jesus em breve estará retornando para uma Noiva pura, alguém que é devoto somente a Ele, como o apóstolo Paulo escreveu: “Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo.” (II Coríntios 11:2)

Jesus deu o seu sangue por nós, deixando a sua posição de glória para uma Noiva sem manchas ou rugas, e por isso Ele merece que nós digamos Eu odeio o dinheiro e tudo o mais que ela traz consigo. Não coloque o seu coração no dinheiro “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” (Mateus 6:21)

Lembre-se: Ele é o Rei dos reis e certamente terá o que merece! Ele merece ter servos obedientes ou “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Romanos 6:16)

Jesus e dinheiro não são amigos! Portanto, pare de servir no batalhão oposto, fingindo que serve a Cristo, pois a isso chamamos de traição. Jesus, após ter derrubado as mesas dos cambistas no templo, não demorou muito para ser levado a cruz. Jesus foi traído por uma pessoa do seu próprio círculo de amizade, por causa do que? Dinheiro. Mais uma vez, dinheiro é inimigo de Jesus Cristo. Você não pode ser leal ao inimigo, um inimigo do Rei, e esperar que Ele creia que você não é um espião ou um traidor.

Se você tem andado até aqui firme com Jesus, não amando as coisas deste mundo e muitas vezes passando dificuldades e necessidades saiba que Deus tem poder para romper qualquer fortaleza que possa ter domínio na sua vida, pois esse Deus maravilhoso, “O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Colossenses 1:13) vai lhe sustentar.

E, para você, que hoje recebeu a luz da Palavra de Deus no seu coração, revelando que existe uma luta pelo amor ao dinheiro, Mamom, depois de terminar de ler este texto, fique a sós com seu Deus, arrependa-se do seu pecado e peça a Ele para que continue a lhe purificar de toda idolatria ao dinheiro. Diga a Ele que você confia que Ele irá suprir todas as suas necessidades em qualquer época e, certamente, Ele se alegrará sobre você. Lembre-se: “A alegria do Senhor é a nossa força.” (Neemias 8:10)

É isso aí. Fique na paz.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário