sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 32

 pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 32

Não há medo no amor

1 Samuel 17: 1-58 relata a história de um jovem israelense chamado Davi que revelou seu entendimento de seu relacionamento de aliança com Deus quando chamou a Golias o gigante de filisteu incircunciso.

I Samuel 17:26 “Então falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu, e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?”

Davi não apenas entendeu sua relação de aliança com Deus como ficou surpreso ao ouvir o rei Saul querer enriquecer a pessoa que matou Golias dizendo: “Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu...?“ 

Davi não estava olhando para a figura assustadora de Golias, nem dependia de sua própria força para derrotar Golias; ele estava dependendo do Deus vivo, quando disse ao rei Saul em 1 Samuel 17:32 “E Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá, e pelejará contra este filisteu.” E 1 Samuel 17:37 (NKJV) “Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu.”  

Davi foi destemido contra o leão e o urso porque sabia que o Senhor amava Israel e o defenderia contra seus inimigos. 1 João 4:18 (NKJV), “No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora o todo o medo; porque o medo envolve tormento. Mas aquele que teme não foi aperfeiçoado no amor”

Ao viajarmos pelo Caminho Estreito, obedecendo ao mandamento de amar, nosso vínculo com nosso Pai e Jesus Cristo, Seu Filho, cresce. À medida que nossa compreensão do amor de nosso Pai e de Jesus por nós cresce, nosso amor por nosso Pai e por Jesus, nosso Senhor, cresce. E como nosso amor por nosso Pai e Jesus aumenta nossa confiança e nossa fé é ativada lançando fora todo o medo. E como Davi, estamos prontos para enfrentar os gigantes da dúvida e da incredulidade que confrontam as promessas de Deus em nossas vidas.

Concluindo a meditação
Quando lutamos para acreditar nas promessas de Deus na Bíblia, não é porque nos falta fé; Deus nos deu a medida da fé. Nós lutamos porque não gastamos tempo para realmente conhecê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário