domingo, 25 de novembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 18

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA      

Dia 18

Romanos 8:13 (AMP) "Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo poder do (Santo) Espírito mortificarde (tornando extintas) as(más) ações induzidas pelo corpo, você (genuinamente) vivereis."

Jesus, nosso precioso Salvador, tornou-se o sacrifício pelos nossos pecados e, como tal, é a Porta Estreita, através da qual temos nossa entrada em Seu reino. Uma vez dentro do Reino, nos encontramos em um caminho estreito que leva a um relacionamento íntimo com o Pai e com Jesus. A lâmpada que ilumina o caminho se acende quando tomamos nossa cruz de obediência ao Mandamento do Amor. Ao ordenar nossas vidas de acordo com o Mandamento de Amar, o Espírito Santo usa as circunstâncias de nossas vidas para renovar nossas mentes e nos moldar interiormente à imagem de Jesus Cristo. Ele não apenas revela nossos corações, mas nos ajuda com Seu poder para deter a vontade da carne, que é a vida egoísta que conduz à morte. Ao mortificarmos os desejos da carne os quais guerreiam contra a vontade de Deus, as virtudes do amor serão formadas em nós. Paulo, escrevendo aos gálatas, que estavam sendo tentados a recorrer à Lei, escreveu sobre a necessidade de que Cristo fosse formado neles.

Gálatas 4:19 (AMP), “Meus filhinhos, por quem estou novamente sofrendo dores de parto até que Cristo seja completa e permanentemente formado (moldado) dentro de você.”

Seguindo a Lei de Moisés com todas as regras e restrições externas não pode matar os feitos da carne nem nos conduz a um relacionamento íntimo com Deus porque não pode renovar a nossa mente.

Romanos 8: 2 (AMP), “Porque a lei do Espírito da vida, que está em Cristo Jesus [a lei do nosso novo ser], me livrou da lei do pecado e da morte”. 

Hebreus 10:16 "Esta é a aliança que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor:Porei as minhas leis em seus corações,e as escreverei em suas mentes."

O amor é a lei de Deus escrita não em pedra, mas em nossas mentes. Quando nossas mentes são renovadas, as características egoístas da carne são substituídas pelas características do amor. Nossas atitudes, nossas ações, nossas motivações, nossos pensamentos são agora guiados por nossa nova natureza, a natureza de Cristo que é descrita em 1 Coríntios 13: 4-7 (ESV), O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Concluindo a meditação
Leia 1 Coríntios 13: 4-7. Você vê mudanças em sua personalidade desde que você aceitou a Cristo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário