quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 36

    pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 36

A assistência divina de Deus 

2 Coríntios 12: 7–10 (AMP), Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza (excelência)  dessas revelações, foi-me dado um espinho (aguilhão)  na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar, me afligir e  me assediar, para não permitir que eu me exaltasse (Jó 2:6).  Três vezes clamei ao Senhor que o tirasse de mim.  Mas ele me disse: "Minha graça (meu favor, minha  benevolência e misericórdia) é suficiente para você (é suficiente contra qualquer perigo e permite que você carregue o problema com coragem), pois a minha força e poder são aperfeiçoados (cumpridos e completados) e mostram-se mais eficazes na (sua) fraqueza.  Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.  Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte”.
A experiência que Paulo teve foi sem dúvida fantástica, mas a lição que ele aprendeu sobre a graça de Deus foi muito mais benéfica para sua compreensão de como viver na força de Deus. Muitos definem a graça de Deus como favor imerecido ou capacitação de Deus que está correta. 
Mas anos atrás, eu li essa definição de Graça em um dicionário muito antigo que me ajudou a entender a graça mais claramente. “A graça é a ajuda divina imerecida dada ao homem para sua regeneração ou santificação”. 
Depois de ir ao terceiro céu e ouvir e ver coisas que ele não tem permissão para compartilhar, um mensageiro de Satanás foi enviado para atormenta-lo e mantê-lo humilde, o que fez com que Paulo pedisse literalmente ao Senhor três vezes para removê-lo. A resposta: “Minha graça (Meu favor, minha benevolência e misericórdia) é suficiente para você [ é suficiente contra qualquer perigo e permite que você carregue o problema com coragem]; pois a Minha força e poder são aperfeiçoados (cumpridos e completados) e mostram-se mais eficazes na [sua] fraqueza”. Esta experiência mudou a caminhada de Paulo com o Senhor e irá servir para mudar a sua forma de caminhar com o Senhor também.
Concluindo a meditação
Podemos ser realmente fortes quando nos sentimos fracos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário