sábado, 19 de fevereiro de 2011

UM POSICIONAMENTO DE SE ELOGIAR VINDO DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL

Finalmente um concílio de líderes evangélicos se posicionou a respeito de algo que, entre outras coisas, vínhamos acusando aqui no blog. Para preservar a integridade dos evangélicos, finalmente a Igreja Presbiteriana do Brasil, através do seu supremo concilio, determinou que as Igrejas Universal, Mundial e Internacional, entre outros cassinos evangélicos são SEITAS e não mais igrejas cristãs. Eu mesmo não conseguia conceber que até então não havia, se quer, um grupo de líderes verdadeiramente cristãos que se posicionassem contra, por exemplo, a FALSA igreja Universal do Reino de Deus. Cheguei a ficar decepcionado e a chorar várias vezes em conversas do coração com Jesus a esse respeito.  Essa postura tomada pela IPB alivia o peso sobre os ombros de igrejas evangélicas verdadeiramente comprometidas em pregar a Palavra de Deus.


Seguindo a mesma linha de pensamento é traçar um paralelo entre os primórdios da igreja cristã relatada em Atos dos apóstolos e as igrejas pentecostais e neo-pentecostais que estão surgindo a cada novo dia. Enquadrei aqui também as pentecostais porque elas estão tomando a mesma forma e o mesmo rumo das neo-pentecostais, a fim de não perderem seus fiéis.

Na igreja primitiva de Atos, as epístolas dos apóstolos eram lidas para todos. Na igreja atual, o pastor se acha na liberdade de ler algum pequeno trecho bíblico (isso quando lê a Bíblia), e dar a explicação que bem entender daquele trecho para justificar seu interesse de pedir dinheiro descaradamente, impor o medo de que ninguém pode ir contra o "ungido de Deus", etc. Daí surgem as maiores barbaridades no meio evangélico eu só escandalizam.

Na igreja primitiva o ÚNICO interesse era pregar aquele Cristo que havia ressuscitado tanto para os judeus quanto não judeus, para que todos alcançassem a salvação eterna. Na atual, é ter o maior número de "prosélitos". Algumas igrejas até tem departamento de marketing com pessoas de escolaridade superior arquitetando todo tipo de idéias mirabolantes para serem inseridas nos cultos, com o único intuito de  "planejar" a expansão do seu território, justificando que Deus pede para "estender as abas das tendas".  

Na igreja primitiva, os que dela participavam (e não eram de forma alguma chamados de membros, apenas de irmãos em Cristo, pois não era um clube), compartilhavam os seus bens para que todos pudessem ser supridos em suas necessidades materiais. Na igreja atual, o "afã" é arrecadar a maior quantidade de dinheiro possível para mostrar que ali Deus está atuando, pois há prosperidade financeira. E o pastor nadando em dinheiro, carro zero, aviãozinho, etc., como estamos bem vendo alguns líderes supostamente "evangélicos" (eu não os considero, de forma alguma). Esses líderes a quem me refiro são todos os que estão na mídia televisiva do Brasil hoje.

Vale lembrar que o Reino de Deus e prosperidade financeira são duas coisas completamente antagônicas. Quem quer ter prosperidade nesta vida, basta apenas trabalhar duro e terá em abundância. Eu conheço um amigo que saiu do "mato" (literalmente), sem estudos, foi atrás de trabalho, começou a estudar e commuito esforço adquiriu uma profissão digna. Trabalhou mais duro e tornou-se um homem cheio de muitas posses. Deus permitiu que ele acumulasse todos esses bens, certamente, mas esse mesmo Deus não teve nada a ver com isso, pois essa pessoa nem mesmo é cristã.

O próprio livro Bíblico de Provérbios recomenda o trabalho árduo e desencoraja a preguiça. Assim está escrito: "O preguiçoso mostra-se almejante, mas a sua alma não tem nada. No entanto, far-se-á que a própria alma dos diligentes engorde." (Prov. 13:4). "Por causa do inverno, o preguiçoso não lavra; vai estar mendigando no tempo da colheita, mas não haverá nada." (Prov. 20:4)



Então meu irmão em Cristo, para de se iludir com essa coisa de "venha buscar a sua prosperidade no culto...". Esqueça, caia fora. Trabalha na medida condizente com o padrão de vida que deseja ter para sua família, seja fiel apenas a Jesus Cristo e não a sua "marca" de igreja, pois verá que ela é formada por homens iguaisinhos a você, cheios de pecados e carentes da graça de Deus. Eles não são nada maiores ou menores do que você. Apega-se a Palavra de Deus e não a líderes "maníacos", "malucos" que andam por aí vestidos de ovelhas, mas são lobos, como Cristo nos alertou. Já fomos alertados! 

O Reino de Deus tem outros valores e só é alcançado por fé. Dessa atitude de fé nenhum bem material deve ser esperado, pois a Biblia não ensina o contrário. Nossa maior recompensa é a vida eterna com Cristo Jesus. Devemos ser diligentes e fiéis até o fim, pois aí sim receberemos nossa coroa e nosso maior tesouro que é viver ao lado de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Amém, aleluia!
Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário