segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

O CAMINHO PARA O RELACIONAMENTO ESTREITO COM DEUS - DIA 35

  pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

  Dia 35

  Poda

João 15: 1–2 (NVI): "Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.

João 15: 4-5 Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim. Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.

Jesus nos lembra em João 15:4-5 que nossa produção de frutos é totalmente dependente de permanecer em Cristo (permanecendo na aliança), “... pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma. A transformação da mente, a poda do Pai e ser moldado interiormente à imagem de Jesus fazem todos parte do mesmo processo.

Em um sábado há alguns anos atrás, enquanto morávamos em Phoenix, no Arizona, levamos nossos cinco filhos e os pais de Bonnie para uma viagem de um dia à borda sul do Grand Canyon, onde percorremos as trilhas, observamos as vistas e visitamos o centro de exibição e a loja de livros. Na viagem de volta para casa, eu estava orando sobre o sermão de Domingo, quando o pai de Bonnie mostrou uma foto do Grand Canyon no calendário que ele havia comprado na livraria e disse: "olhe para isto Robert". Olhando rapidamente para a foto, vi um céu azul claro acima do desfiladeiro e uma nuvem branca dentro do desfiladeiro. Quando voltei minha atenção para a estrada, o Senhor perguntou: "O que você viu no Canyon hoje?" Respondi:  "Vi camadas de terra, rochas grandes e pequenas, árvores, cobras, burros, cactos, flores, ervas daninhas, lagartos e um rio no fundo do desfiladeiro”.  Então Ele me perguntou: "Você vê algum desses itens na foto?" Eu respondi:  "Não Senhor, a nuvem está escondendo tudo, exceto uma pequena parte da rocha na borda." Ele me perguntou: "O que acontece quando a nuvem desce o desfiladeiro?" Eu disse: “Os itens que estão escondidos debaixo da nuvem começarão a ficar expostos.” Então Ele me diz: “Quero que você imagine que a nuvem é o Espírito Santo e o seu vaso o Canyon. Ele vai começar a se mover para revelar coisas em sua vida que não se parecem com Jesus. Quando essas questões ficarem expostas, arrependa-se e peça-me para limpá-lo. Quando você alcançar o rio no fundo do Canyon, o qual representa o rio da vida, este rio irá fluir de você para tocar as pessoas que estão angustiadas neste mundo. 

A poda da nossa vida, a transformação de nossas mentes ou sermos moldados à imagem de Jesus, são todas descrições do processo pelo qual passamos enquanto viajamos no Estreito Caminho para o Relacionamento com Deus. Quando você permanecer no caminho da obediência, o Espírito Santo começará a revelar coisas em sua vida que não se parecem com Jesus. Ao fazê-lo, basta se arrepender e pedir a Ele que o limpe e logo o rio da vida fluirá através de você para tocar as pessoas angustiadas deste mundo.

Concluindo a meditação
Você já reconheceu o trabalhar do Espírito Santo  em sua vida revelando coisas  que não se parecem com Jesus? Se não, talvez você tenha feito um desvio do Caminho Estreito e é hora de voltar através do arrependimento.

domingo, 16 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 34

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 34

Fruto

João 15: 1-2: “Eu sou a verdadeira videira, e Meu Pai é o agricultor. Todo galho em mim que não dá fruto, ele tira; e todo ramo que dá fruto poda para dar mais fruto. 

Gálatas 5: 22-23 (AMP), Mas o fruto do [Santo] Espírito [a obra que Sua presença realiza] é amor, alegria (felicidade), paz, paciência (temperança, tolerância), bondade, excelência(benevolência), fidelidade, gentileza (mansidão, humildade), autocontrole (domínio próprio, moderação). Contra tais coisas não há lei [que possa trazer uma acusação]. 

Muitos interpretam que o fruto que o Pai procura como obras são: testemunhar, pregar, ensinar, expulsar demônios, construir ministérios evangelísticos ou organizações da igreja. No entanto, Jesus salientou que as obras sem relacionamento não são frutíferas conforme Mateus 7: 22-23 (AMP): “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome e não os expulsamos demônios em teu nome e fizemos muitas obras poderosas em teu nome? E então eu direi a eles abertamente (publicamente), eu nunca te conheci; aparta-te de mim, tu que agires mal [desrespeitando os meus mandamentos].” 

O fruto que o Pai está procurando em nossas vidas é produzido pela habitação do Espírito Santo. Quando cooperamos com o Espírito Santo, obedecendo ao mandamento de amar, Ele nos transforma (renova nossa mente) na imagem de Jesus Cristo. À medida que a mente natural é transformada na mente de Cristo, o fruto do Espírito se manifesta através de nossas vidas e o amor torna-se a motivação para testemunhar, pregar, ensinar, expulsar demônios, construir ministérios evangelísticos ou organizações religiosas. 

O resultado de se arrepender do seu pecado e receber à Cristo como Salvador coloca você no processo de transformação da mente pelo Espírito Santo (o processo de poda) e você começará a produzir fruto ao obedecer ao mandamento de amar. 

Se você se recusa a obedecer ao mandamento de amar, embora você possa estar fazendo muitas boas obras, você não produzirá o fruto que o Pai está procurando e, portanto, é removido da videira.

Concluindo a meditação
Você reconhece o trabalhar do Espírito Santo em sua vida? Você está produzindo fruto como afirmado em Gálatas 5: 22-23?

sábado, 15 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 33

    pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 33

O perfeito amor lança fora o medo

1 João 4:18 (NKJV), No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o temor tem consigo a pena, e porque o medo envolve o tormento. Mas quem teme não foi aperfeiçoado no amor.

Quando entramos na Nova Aliança através da Porta Estreita de Jesus Cristo, nosso destino de ser transformado interiormente à imagem de Jesus Cristo dá início. É uma transformação da mentalidade dominada pelo medo do homem natural para a mentalidade dominada pelo amor de Cristo.

O medo de Golias em 1 Samuel 17:24 (NKJV) impediu Israel de lutar contra os filisteus, "E todos os homens de Israel, quando viram o homem, fugiram dele e ficaram terrivelmente amedrontados."

O medo sempre o impediu de fazer algo você deveria ter feito? O medo das pessoas fez com que Saul quebrasse o mandamento de Deus por causa do qual ele perdeu seu trono.

1 Samuel 15:24 (AMP) “E disse Saul a Samuel: Pequei; porque transgredi o mandamento do Senhor e as tuas palavras, porque temi ao povo e lhe obedeci a voz. ”

O medo do homem fez com que não dissesse a verdade ou fizesse algo que não sabia fazer? O medo é poderoso, mas o amor que expulsa o medo excede em muito o poder de motivação do medo. O amor motivou Deus a enviar Jesus e o amor fez com que Jesus morresse na cruz por nós. Lembre-se, como o Evangelho é pregado, a fé é liberada como um presente de Deus. O dom da fé de Deus se torna residente quando uma pessoa se arrepende de seu pecado e recebe a Cristo como Senhor e Salvador e o processo de renovação da mente começa. Quando seguimos o mandamento de amar, nosso relacionamento pessoal com Deus cresce e chega à perfeição, levando-nos a expulsar o medo crendo no que Deus disse.

Concluindo a meditação
Se você encontrar dificuldade em acreditar em uma das promessas de Deus, você pode estar se rendendo ao medo em alguma área de sua vida. Peça ao Espírito Santo para ajudá-lo a descobrir esse medo em sua vida e destruí-lo, arrependendo-se por ceder a ele.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 32

 pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 32

Não há medo no amor

1 Samuel 17: 1-58 relata a história de um jovem israelense chamado Davi que revelou seu entendimento de seu relacionamento de aliança com Deus quando chamou a Golias o gigante de filisteu incircunciso.

I Samuel 17:26 “Então falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu, e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?”

Davi não apenas entendeu sua relação de aliança com Deus como ficou surpreso ao ouvir o rei Saul querer enriquecer a pessoa que matou Golias dizendo: “Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu...?“ 

Davi não estava olhando para a figura assustadora de Golias, nem dependia de sua própria força para derrotar Golias; ele estava dependendo do Deus vivo, quando disse ao rei Saul em 1 Samuel 17:32 “E Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá, e pelejará contra este filisteu.” E 1 Samuel 17:37 (NKJV) “Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu.”  

Davi foi destemido contra o leão e o urso porque sabia que o Senhor amava Israel e o defenderia contra seus inimigos. 1 João 4:18 (NKJV), “No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora o todo o medo; porque o medo envolve tormento. Mas aquele que teme não foi aperfeiçoado no amor”

Ao viajarmos pelo Caminho Estreito, obedecendo ao mandamento de amar, nosso vínculo com nosso Pai e Jesus Cristo, Seu Filho, cresce. À medida que nossa compreensão do amor de nosso Pai e de Jesus por nós cresce, nosso amor por nosso Pai e por Jesus, nosso Senhor, cresce. E como nosso amor por nosso Pai e Jesus aumenta nossa confiança e nossa fé é ativada lançando fora todo o medo. E como Davi, estamos prontos para enfrentar os gigantes da dúvida e da incredulidade que confrontam as promessas de Deus em nossas vidas.

Concluindo a meditação
Quando lutamos para acreditar nas promessas de Deus na Bíblia, não é porque nos falta fé; Deus nos deu a medida da fé. Nós lutamos porque não gastamos tempo para realmente conhecê-lo.

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - PARTE II - DIA 31

  pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Fortalecido pelos anjos? (continuação)

Dia 31

Daniel 10:18 (AMP) "E aquele, que tinha aparência de um homem, tocou-me outra vez, e fortaleceu-me,"

Mateus 4:11 "Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam."

Chocado com o que acabei de ver, comecei a me perguntar se tinha imaginado aquela cena quando no mesmo instante Bonnie entrou no quarto, sentou-se no meu colo e disse: “Robert, sinto muito por ter te tratado mal, por favor me perdoe. Nós nos beijamos e nos reconciliamos e sem mencionar os anjos, eu perguntei: "Por que você escolheu este momento para se reconciliar?" "Eu não sei", ela disse "de repente eu senti muita paz”. Então compartilhei o que eu tinha acabado de ver e ambos nos perguntamos o que o Senhor iria nos ensinar através desta experiência. 

Depois de meses estudando as escrituras para validar minha experiência, encontrei Daniel 10:18 onde um anjo veio e fortaleceu Daniel e Mateus 4:11 onde os anjos vieram servir a Jesus após suas tentações no deserto. 

Logo após essa descoberta, o Senhor começou a nos mostrar paralelos entre anjos transmitindo força e demônios usando pessoas para falar palavras emocionalmente carregadas destinadas a tentar uma pessoa a quebrar a aliança. 1 Pedro 5: 8 (NKJV) nos diz: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, rugindo como leão, buscando a quem possa tragar”.

Assim como o rugido de um leão cria a emoção do medo nas pessoas, as palavras podem incitar as emoções de uma pessoa e criar ressentimentos de amargura, ciúme, inveja, contenda e são usadas pelo diabo e seus demônios para nos forçar a quebrar a aliança. Pedro nos manda ficar sóbrios ou estar vigilantes (cientes) das táticas do diabo de usar pessoas para transmitir palavras emocionalmente carregadas que nos desafiam a quebrar a aliança. 

Se você experimentou o espírito de medo, você experimentou o ataque do diabo. Alguma vez alguém te disse palavras que te magoaram? Você experimentou o ataque do diabo. Já teve pensamento de crítica contra Deus ou de alguém que você conhece? Você experimentou o ataque do diabo tentando levá-lo a quebrar o mandamento de amar.

Concluindo a meditação
Você lembra de algum momento em sua vida em que você se tornou carregado de emoção, talvez medo, raiva, ciúme, luxúria ou mesmo ódio. Pergunte à Jesus se esse sentimentos foram causados por um demônio tentando fazer com que você quebrasse a aliança.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

AS COROAS COM QUE SEREMOS COROADOS NOS CÉUS

Existe bastante controvérsia no meio evangélico acerca do nosso comparecimento diante do trono celestial. Esses erros doutrinários existem por falta de conhecimento da Palavra de Deus.

O apóstolo Paulo nos assegurou que estaremos diante do trono de Deus, sim, de acordo com II Coríntios 5:10, porém não para recebermos julgamento dos nossos pecados ou para sermos julgados para definição da salvação ou morte eterna, mas sim para recebermos nosso coroamento.


"Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida." João 5:24

Abaixo seguem os tipos de coroas que iremos receber diretamente das mãos de Jesus Cristo quando com Ele nos encontrarmos.

Qual será a sua?


O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - PARTE I - DIA 30

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Fortalecido pelos anjos?

Daniel 10:18 (AMP)  "E aquele, que tinha aparência de um homem, tocou-me outra vez, e fortaleceu-me."

Mateus 4:11 "Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam."

No mundo atual, a batalha entre o bem e o mal continua, muitos estão sendo enganados por Satanás e seus anjos caídos (demônios). Eles procuram impedir que as pessoas aceitem a Jesus Cristo como seu Salvador, enganando-os para que acreditem que Deus não existe e que não há demônios. Eles também tentam destruir a vida dos cristãos, tentando-os fazer quebrar a aliança e, assim, removê-los das bênçãos de Deus. Do lado do bem, os anjos de Deus estão engajados na batalha e Ele os envia para ministrar a Seus filhos e aos principados de combate.

Na Antiga e na Nova Aliança, os anjos eram enviados por Deus para vigiar Seus filhos e, às vezes, trazerem mensagens, alimentos e força ministerial. Muitos foram enganados acreditando que os anjos não são mais enviados para fazer a vontade de Deus, mas isso não é verdade. Não procuro comunicar-me com demônios ou anjos, nem recomendo que se busque qualquer ser supernatural fora de nosso Pai, Jesus Cristo ou Espírito Santo. No entanto, Deus ainda usa anjos hoje e eu gostaria de compartilhar uma experiência que tive com anjos que Deus usou para introduzir Bonnie e eu à guerra espiritual.

Muitos anos atrás, enquanto morava em Phoenix, Arizona, Bonnie e eu tivemos uma discussão (eu sei que todos vocês nunca entram em discussões, mas por favor, fiquem comigo). Nós nos arrependemos e perdoamos um ao outro, mas Bonnie não superou a discussão e continuou a me tratar friamente por duas semanas. Uma noite, enquanto estava sentado em um pequeno sofá no meu quarto lendo a Bíblia, encontrei em 1 Coríntios 10:13 (NKJV), que afirma: “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar”. Depois de ler as escrituras, olhei para o corredor do quarto da minha filha, onde ela e Bonnie estavam sentadas em sua cama assistindo televisão e se divertindo. Por causa da frustração, falei com Jesus: “Senhor, preciso que me ajude de alguma maneira porque estou sendo tentado a ficar muito zangado com minha esposa!” De repente, um anjo apareceu, cujo rosto eu vi claramente no teto arqueado do meu quarto, e disse: "Deus diz" e de repente um segundo anjo apareceu dizendo: "já chega". Os anjos atravessaram o corredor e ao lado de Bonnie o primeiro anjo que falou comigo disse a ela: "paz, paz, eu te dou, paz.” Com isso os anjos desapareceram.

Concluindo a meditação
Você foi influenciado a pensar que Deus não usa Seus anjos?

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 29

 pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA  
 O           
Dia 29

Participantes da natureza divina

2 Pedro 1: 3–4 (NKJV),
“Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude;  Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.  

A promessa extremamente grande e preciosa que nos dá acesso à natureza divina de Deus é a promessa da Nova Aliança a qual Jesus nos deu em João 15: 7 (NKJV): “Se permanecer em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiser, e isso será feito para você”. 

Ser capaz de participar da natureza divina de Deus conforme 2 Pedro é essencialmente o mesmo que extrair sua força de Cristo conforme Efésios 6. Participar da natureza divina de Deus ou extrair força de Cristo está disponível para aqueles que obedecem ou permanecem na Aliança. Perguntar é a chave para participar da força divina que vem em muitas formas. Por exemplo, nos anos 80, Bonnie e eu estávamos pastoreando uma igreja em Phoenix, Arizona. Estávamos precisando de alguns dias de descanso do ministério então fomos para a Margem Sul do Grand Canyon. Em nosso segundo dia na Margem Sul, caminhamos ao longo de uma trilha de três metros de largura que levava até o Angel Point. Enquanto caminhávamos, nos deparamos com uma trilha lateral que levava a uma pequena saliência na beira do cânion. Havia uma queda de mil metros na pequena saliência que criava um cenário perfeito para uma fotografia. Eu estava esperando posicionar a câmera em um tripé de tal forma que na foto pudéssemos aparecer suspensos no ar acima do cânion. No entanto, para chegar à pequena saliência, tivemos que nos arrastar por uma pedra muito grande. Pedi a Bonnie que se arrastasse sobre o pedra e ficasse na borda enquanto eu montava o tripé e focalizava a câmera. Uma vez que a câmera estava em foco, eu planejei rastejar sobre a grande pedra até a pequena saliência e ficar ao lado de Bonnie e tirar a foto usando um controle remoto. Quando ajustei a câmera, Bonnie me disse: "Robert John, eu estou com medo! Então respondi: "Estou quase pronto.” Ela exclamou: "Robert John, você não entende, eu estou com muito medo de me mexer". Olhando para longe da câmera em Bonnie, eu vi o rosto branco e percebi que ela estava em pânico. “Ok querida, vamos esquecer essa ideia. Rasteje de volta sobre a rocha.” “Robert John, eu não posso me mover!” Ela disse com uma voz trêmula. "Ok querida, vamos pedir ao Senhor para infundir de Sua força" Eu disse. Os próximos dez minutos pareceram uma eternidade quando oramos contra o espírito de medo e pedimos a Jesus que a enchesse de fé e paz para superar a situação. Quando a fé e a paz surgiram, o medo se foi e Bonnie foi capaz de rastejar de volta sobre a grande pedra e nós voltamos para nossa cabana.

Concluindo a meditação
Você aprendeu a participar da natureza divina de Deus, pedindo a Jesus para preenchê-lo com a força que você precisa para enfrentar as circunstâncias?

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 28

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA  

Dia 28

Obtenha sua força

Efésios 6:10 (AMP)  No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor (seja fortalecido através de sua união à Ele)  e na força do seu poder (força a qual o Seu ilimitado pode fornecer)

O apóstolo Paulo no fechamento de sua carta aos Efésios diz que  nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra os governantes de poderes espirituais do mal os quais tem autoridade e controlam as trevas presente. 

Ele nos encoraja a nos revestirmos de toda a armadura de Deus e extrair sua força de Jesus Cristo. Como as raízes de uma planta que extraem do solo os nutrientes que precisam para o seu sustento, assim nós devemos estar com nossas raízes firmemente arraigadas na rocha fundamental que é Jesus Cristo, o qual nos permite recorrer a Sua força quando enfrentamos várias circunstâncias adversas. 

Para enfrentar as diferentes circunstâncias da vida e continuar a guardar o mandamento de amar, precisamos de forças diferentes em momentos diferentes para manter o pacto. Quando estamos em circunstâncias que exigem paciência, esperança, fé, calma, longanimidade, firmeza, sabedoria, entendimento ou força física, para citar apenas alguns, podemos extrair força de nosso Senhor Jesus Cristo. João 15:7 (ESV), Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito”.  

Esta é a promessa e a bênção da Nova Aliança. Muitas vezes, limitamos nossa solicitação às necessidades materiais e não percebemos que há grande força disponível para nossas vidas. Força para enfrentar as circunstâncias, força para mortificar os atos da carne, força para manter a aliança, força que facilita nossa caminhada nas bênçãos da Aliança. 

O poder do Espírito Santo é a força que necessitamos. Em Romanos, capítulo 8 está incluso: “Seja qual for! “ A maravilhosa beleza de Deus e Seu amor se estende a todas as áreas de nossas vidas. Devemos lembrar, quando confrontados com circunstâncias difíceis que estão além da nossa força devemos pedir ao Espírito Santo para nos infundir com Sua força. O que torna todas as coisas possíveis para aqueles que crêm.                                                       
Concluindo a meditação                                                                                                 Você tem se deparado com circunstâncias difíceis que desafiam sua capacidade de manter a Aliança? Peça ao Espírito Santo para infundir-lhe a força Dele. Talvez você esteja dizendo que não sabe que força pedir? Não se preocupe, Ele sabe o que você precisa, basta pedir força.

domingo, 9 de dezembro de 2018

A PREDIÇÃO DO FUTURO (2019) PELA REVISTA THE ECONOMIST


Consegue captar algumas das falas e propostas desta capa da revista The Economist para 2019? Entre elas:

a) No topo do mundo está a China;

b) Os 4 cavaleiros do Apocalipse estão sobre a Inglaterra;

c) Toda a escrita está em espelho que é uma simbologia e comunicação do oculto porque "você está recebendo a mensagem que vem do outro lado";

d) Em cima à direita, as proporções faciais de Leonardo da Vinci e acima está escrito "facial recognition" sendo que ao lado contrário aparece a face traçada do Pred. Trump como que dizendo "iremos conhecer quem ele realmente é". No meio tem um vulcão (o que está borbulhando está para explodir). Porém a face do Pres. Trump está verticalmente acima da face do Pres. Putin;

e) A cegonha entregando um bebê solicitado via código de barras (designed babies);

f) O homem vitroviano segurando maconha numa das mãos e na outra, o smartphone com o código QR que, por sinal, se vc colocar o seu leitor de código ali vai cair na revista mesmo!!!

E por aí vai...

Definitivamente um plano satânico, porém o Senhor Jesus Cristo tem outro plano para o ano de 2019 porque Ele continua no controle.

sábado, 8 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 27

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA  
       
Dia 27

Troca de Força

João 17:20-21 (NKJV) "Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste."

Quando chegou a hora de Jesus terminar sua missão, Ele orou para que Seus discípulos e todos que viessem a acreditar Nele se tornassem um com Ele e Seu Pai. Em Sua oração pela unidade. Ele estava se referindo ao relacionamento de aliança através do qual há uma troca de nomes, posses, inimigos e forças.

Efésios 6:10 (AMP) concentra-se em como trocar forças com Jesus, "Finalmente, fortaleçam-se no Senhor (sejam fortalecidos através de vossa união com ele) e no seu forte poder (essa força que Seu ilimitado poder provê)”. 

Nossa união com Jesus começou quando O recebemos como Senhor e Salvador e por causa deste relacionamento de aliança podemos trocar nossa força com Ele.

A seguir temos um exemplo de troca de forças. Anos atrás, Bonnie e eu estávamos plantando uma igreja em Phoenix, Arizona, quando em uma viagem de negócios na cidade de Salt Lake, eu conheci o Pastor Jim e o convidei para ministrar em nossa igreja. Durante o seminário de três dias, ele ministrou a história de como Deus ressuscitou um homem de dentre os mortos.

Jim e sua esposa estavam indo viajar para Chicago para pregarem em uma conferência. Enquanto estavam na fila para verificar suas malas no aeroporto, ele notou que um homem vestido em um casaco marrom, ao atravessar pelas portas do corredor desmoronou no chão. Depois de pensar para si mesmo: "Eu espero que alguém chame uma ambulância, parece que o homem está morto." Jesus perguntou a Jim, "você não me disse que queria ressuscitar alguém da morte?" "Sim, mas não aqui Senhor Este é o aeroporto da cidade de Salt Lake! Exclamou Jim. Enquanto Jesus continuava a incentivar Jim a ir e orar, uma multidão se reuniu em torno do homem no chão. Finalmente, superando o desafio de desobedecer, Jim pegou sua maleta e caminhou em direção à multidão. Percorrendo a multidão Jim ajoelhou-se ao lado do homem, afrouxou a gravata e checou o pulso. Percebendo que o homem estava morto, Jim com fé sussurrou em seu ouvido, "no Nome de Jesus volte". Quando nada aconteceu, Jim, em seu tom normal de voz e com fé, disse ao homem: "Em Nome de Jesus volte". Nada aconteceu com o homem morto, mas as pessoas na multidão que ouviram Jim começaram a gritar:" Ei, você não é médico! Afaste-se dele, você é um fanático religioso! Você não consegue ver que o homem está morto? "De repente, quando a multidão gritou mais alto, a fé de Cristo se elevou em Jim e ele gritou:" Satanás, quem lhe deu permissão para matá-lo? EM NOME DE JESUS VOLTA! " O homem imediatamente se sentou e a multidão se dispersou. Arrumando a gravata e olhando para o relógio, ele que estava morto e agora vivo perguntou: "Por que estou sentado aqui? Estou atrasado para o meu vôo! E com isso ficou de pé e correu pelo corredor.

Concluindo a meditação
A experiência do pastor Jim foi extraordinária ou a troca de forças deveria ser uma experiência comum entre aqueles que fazem aliança com Jesus?

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 26

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA  

Dia 26

Eles não sabem o que fazem.

Muitas vezes, nossa tentação de quebrar a Aliança  vem de forças espirituais invisíveis que estão usando uma pessoa ou pessoas que não percebem que estão sendo usadas.

Em Lucas 23:34, por exemplo,enquanto Jesus  estava morrendo na cruz, dizia a multidão carregada de demônios, O tentavam a desobedecer o Seu Pai e diziam para Ele descer da cruz, porém Jesus declarou:   “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

Outro exemplo é em Marcos 8:33 (ESV), foi quando Jesus repreendeu Pedro dizendo: “Para trás de mim, Satanás! Pois não estás fixando a tua mente nas coisas de Deus, mas nas coisas do homem."

Quando examinamos essas duas passagens juntamente com o que diz Tiago 3: 6 (NKJV), que fala que a língua é inflamada pelo inferno.

Efésios 6:12, que nos diz que nossa luta não é contra pessoas mas sim  contra forças espirituais do mal; percebemos que as pessoas podem ser seduzidos e inspiradas a falar palavras demoníacas as quais são projetadas para nos motivar a quebrar a aliança e não entender que estão sendo usadas pelo diabo.

No entanto, quando percebemos que a tentação vem de espíritos demoníacos que influenciaram a pessoa que fala, toda a nossa mentalidade muda e podemos reagir perdoando-os e não reagirmos com a autodefesa da vingança.

Não permita que o diabo roube sua alegria e tire você das promessas da Nova Aliança. Guarde o Mandamento de Amar, perdoe aqueles que o ofendem e continue sua jornada para conhecê-Lo.

Concluindo a meditação
Peça ao Espírito Santo para ajudá-lo a reconhecer rapidamente quando você está sendo desafiado a quebrar a Aliança.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 25

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 


Dia 25

Vivendo a caminhada do amor

Lucas 23:33-34 (NKJV) 33. Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram com os criminosos, um à sua direita e o outro à sua esquerda. 34 Jesus disse: Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo". 

Pendurado na cruz, com aqueles que vieram morrer por tentá-lo a desobedecer ao Pai e sair da cruz, Jesus nos deu a chave para guardar o Mandamento de amar quando Ele disse: “Pai, perdoa-lhes, pois eles não sabem o que  estão fazendo. ”Quando fazemos como Ele, estamos imitando nosso Pai. Efésios 5: 1-.2 (AMP), Portanto, sejam imitadores de Deus [copie-o e siga Seu exemplo], como filhos bem-amados [imitem seu pai]. E andemos em amor, [estimando e alegrando uns com os outros] como Cristo nos amou e se entregou por nós, uma oferta morte e de sacrifício à Deus [por você, de modo que se tornou] uma doce fragrância. [Ezek. 20:41.]

Bonnie e eu estávamos hospedados em uma cidade perto de São Paulo, Brasil, aonde aprendemos a andar de trem, sempre cheio de passageiros, de manhã e à noite. Cedo uma manhã nós fomos corajosos bastante para fazermos um passeio de trem longo de trem para São Paulo para almoçar com um amigo e fazer um breve passeio turístico na cidade.

Por volta das quatro horas da tarde, cansados devido a caminhada que fizemos no passeio turístico,  nós voltamos para casa dentro do trem lotado. 

Dentro do trem nós fomos empurrados e esmagados pelas pessoas que  balançavam de um lado para outro devido o movimento do trem. Quando olhei ao redor, esperando encontrar um assento, notei uma mulher com várias sacolas grandes sentadas em um assento reservado para pessoas mais velhas. Quando o trem se aproximou da próxima parada, a senhora começou a pegar os pacotes para sair do trem e eu pensei comigo mesmo: "Vou pegar esse assento". O trem parou, as portas se abriram, a senhora se levantou e me empurrou para o lado enquanto se dirigia para a porta e antes que eu pudesse sentar um jovem acabou pegando o lugar no trem ,ou seja, sentou-se no meu lugar. Naquele momento, pensamentos e mais pensamentos de acusação invadiram a minha mente, pensando que aquele assento deveria ser meu. Eu realmente  estava me segurando para não falar, com a minha língua afiada, coisas para repreender aquele jovem por ter tomado um lugar reservado para pessoas mais velhas, quando o Espírito Santo disse: "você vai amá-lo agora, Robert?"

Concluindo a meditação
Você foi desafiado a romper a aliança  quando ficou cansado ao ver seus direitos sendo violados?

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

O CAMINHO ESTREITO PARA O RELACIONAMENTO COM DEUS - DIA 24

pelo Rev. Robert John Cericola, Carroll, OH - EUA 

Dia 24

Protegendo o Fundamento

Em Mateus 24:12, Jesus, ao falar a respeito dos últimos dias, disse: "E porque abundará a iniquidade, o amor de muitos se esfriará".

Quando uma sociedade se torna sem lei, o amor a Deus e o amor pelas pessoas desaparecem e o amor-próprio domina.  As pessoas são consideradas sem lei quando se recusam a obedecer às leis da terra, e Deus nos considera sem lei quando nos recusamos a obedecer a Seus mandamentos. Existem penalidades ou consequências ao quebrar as leis humanas e o mandamento de Deus. No entanto, a penalidade por quebrar leis feitas pelo homem e quebrar o Mandamento de Deus de Amar é muito diferente. As consequências ao quebrar as leis feitas pelo homem diferem dependendo de qual lei você violou. Há fins monetários para violações e penas de prisão menos graves ou para as penas de morte para as violações mais graves. 

A consequência ao quebrar o Mandamento de Deus de Amar é muito mais séria do que uma pena de morte terrena. Desobedecer a Deus, nos remove as bênçãos de Sua Aliança e nosso relacionamento com Ele se enfraquece. Quebrar nosso relacionamento com Deus é a razão pela qual o diabo está tão motivado a destruir nosso alicerce de amor. No entanto, Efésios 6:16 nos diz como proteger o fundamento: “Acima de tudo, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas (todos os dardos) inflamadas do Maligno”. 

A fé quando energizada e ativada pelo amor ela sé torna  um escudo para deter as setas (os dardos) inflamados, as flechas, as amargas palavras acusadoras que são projetadas para destruir nosso alicerce. Quando as amargas palavras de acusação são contra Deus ou um companheiro cristão, nossa fé, energizada pelo nosso amor por Ele e pelas pessoas, nos faz agir de acordo com a Sua palavra.

Quando agimos na Palavra de Deus perdoando, nos arrependendo e obedecendo a Seu mandamento de amar, estamos elevando o Escudo da Fé e protegendo nosso alicerce. Entenda isso, o diabo chamado, o Acusador dos Irmãos é um Leão que ruge usando palavras para destruir nosso fundamento de amor e nos tornar inúteis no Reino. Para que tudo seja possível a nós, devemos crer, mas como podemos crer em Deus se nosso relacionamento com Ele for destruído? Com Cristo (que é amor) formado dentro de nós, estamos arraigados com segurança em Seu amor e nosso escudo de fé estará ativo e energizado para proteger nosso alicerce. Estamos posicionados para crendo que Deus fará em e através de nós o que o mundo chama de impossível.

Concluindo a meditação
Seu fundamento foi atacado ultimamente? Se você está tendo pensamentos que contradizem o mandamento de amar você está sob ataque. Lute para voltar usando a Espada do Espírito que é a Palavra de Deus. Se necessário, perdoe e arrependa-se de quebrar o mandamento de amar.