sábado, 21 de abril de 2018

FILME GRATUITO "COVENANT AND CONTROVERSY - PART II"

Todo cristão deve assistir este filme que normalmente é vendido mas aqui está sendo disponibilizado gratuitamente.

https://vimeo.com/193679669

FILME GRATUITO "COVENANT AND CONTROVERSY - PART I"

Todo cristão deve assistir este filme que normalmente é vendido mas aqui está sendo disponibilizado gratuitamente.

https://vimeo.com/141013699 

quinta-feira, 29 de março de 2018

O ERRO DA DOUTRINA DA PREDESTINAÇÃO - CUIDADO COM O CALVINISMO!


        O Calvinismo impõe uma difícil questão no meio evangélico que precisa ser discutida com mais calma e profundidade.

            
É importante ressaltar que o teólogo Calvino, como protestante suíço que era, criou essa tal de doutrina da predestinação. Essa doutrina não é bíblica. Não está na Bíblia em parte alguma. Ela é tão somente dele e foi trazida para o meio evangélico por alguém que cito mais abaixo. Por esse mesmo motivo, um também teólogo chamado James Armínius, de origem holandesa, tanto o combateu. Outro fato ainda mais perturbador ainda é que existe muita dúvida com relação a Calvino ser um verdadeiro seguidor de Jesus Cristo, pois, por ordem dele, Miguel Servet, um de seus opositores, foi condenado à morte na fogueira! Que lindo exemplo sr. Calvino!

Em I Tessalonicenses 1:4 lemos assim: "Sabemos, irmãos, amados de Deus, que Ele os escolheu." Perceba que o texto acima refere-se aos irmãos, no plural.

Em II Pedro 1:10 está escrito: "Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês, pois se agirem dessa forma, jamais tropeçarão."

Já em II Timóteo 1, o texto bíblico assim diz: "...que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não em virtude das nossas obras, mas por causa da sua própria determinação e graça. Esta graça nos foi dada em Cristo Jesus desde os tempos eternos."

Quer certeza da salvação eterna? Tenha por seguro que está andando com Cristo. Você terá segurança eterna se somente andando com Jesus Cristo. Não adianta fazer parte de um grupo sociológico cristão, temporal, mas sim de um teológico, eterno, em Cristo Jesus. Existe uma grande diferença entre ser um cristão e estar em Cristo, ser dele, pertencer a Ele e com Ele viver.

A predestinação tem a ver com o nosso chamado específico, ou seja, estar exercendo o meu/seu ministério (seja qual for para o qual Ele me/lhe chamou) ou fazendo algo que Deus me/lhe predestinou a fazer. Você e eu fomos PREDESTINADOS a fazer isso!

Portanto, predestinação está relacionada com o chamado, coisa totalmente diferente no que diz respeito à nossa Salvação eterna. Nós fomos salvos para irmos ao céu e fomos salvos para cumprirmos um chamado nesta vida. Agora, o fato de sermos fiéis ou não para cumprirmos o chamado específico de Deus para nossas vidas, isso é outro tópico.

Não existe na Palavra de Deus, nem no Novo nem no Velho Testamentos, onde é citado que Deus predestinou algumas pessoas para irem para o inferno e outros para o céu. Não existe um único versículo qualquer na Bíblia que indica algum indivíduo ser ELEITO por Deus para a vida eterna.

Todos os homens gerados segundo a carne, em Adão, são vasos para desonra. Porém, tanto judeus como gentios, precisam nascer de novo para serem feitos filhos de Deus, tornando-se vasos para honra.

Nós, o corpo de Cristo, somos os ELEITOS.

Israel é uma nação eleita, porém a maioria dos judeus será cortada de Israel. O fato da maioria dos judeus não acreditar no Novo Testamento é o resultado e não o problema que Israel tem como nação eleita. Já o problema resulta em não acreditarem no Velho Testamento; não acreditam em Moisés e nos profetas, portanto não podem acreditar em Jesus Cristo.

Calvino errou e errou feio. Sua doutrina se não cria cristãos arrogantes gera pessoas que acabam desistindo da busca de Deus, pois pensam que podem estar destinadas ao inferno devido ao seu estilo de vida longe de Jesus Cristo e que não são merecedoras dEle. Ardilosa artimanha de satanás!
           
Por fim, o próprio apóstolo Pedro que rechaça totalmente a predestinação: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia, mas é longânime para convosco, não querendo que nenhum se perca, senão que todos venham a arrepender-se.” (2 Pedro 3:9)

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

SENDO TEMPERADOS COMO O AÇO

O aço é uma liga de ferro usado em construção, em manufatura de instrumentos de metal e outras aplicações. Quando ficará exposto ao desgaste e ao rompimento, o aço deve ser endurecido para que tenha o nível de uso ao qual se destina.

1. Aço com conteúdo suficiente de carbono. O endurecimento do aço faz com que a estrutura do carbono se cristalize, semelhante à forma como carvão e grafite mudam para diamante sob calor e pressão na terra. Aço de alto teor de carbono pode conter a prata.
"Pois tu, ó Deus, nos submeteste à prova e nos refinaste como a prata." Salmo 66:10

2. Aquecendo o aço. Aqueça lentamente a peça inteira de aço no começo. O calor deve ser concentrado na área s ser endurecida até que a área fique vermelha com o calor.
Parece que é a nossa alma que recebe o fogo intenso de Deus, pois o nosso coração nos faz refletir e leva a nossa mente cativa à Ele. Nessa fase lamentamos, nos debatemos, nos contorcemos, pois as moléculas da nossa existência estão sendo levadas ao extremo.  

3. Resfriando o aço em um fluido. Mergulhar o aço quente em um líquido ou gás o esfria rapidamente, endurecendo o material. Água fresca é o líquido mais comumente usado para o resfriamento, porém a água deve ser geralmente agitada para evitar a formação de bolhas no metal. Água salgada resfria o aço quente mais rapidamente do que água pura, porque o sal faz as bolhas estourarem mais rapidamente.
Nada melhor do que o choro "salgado" para resfriar o calor da nossa alma. Curiosamente a nossa lágrima contém o cloreto de sódio, aquele mesmo sal mineral presente no sal de cozinha.

4. Limpando o aço. Isso remove o fluido de resfriamento e prepara o aço para ficar mais consistente.
É necessário chorar pelo tempo que se faz necessário, mas logo se levantar e voltar à posição de sentinela.
"Então imediatamente Davi se levantou do chão, lavou-se, pôs perfume e mudou as vestes. Depois entrou no santuário de Yahweh e se prostrou. Retornou para casa, mandou que lhe servissem a refeição e comeu."  

5. Aquecendo o aço novamente. Esse segundo aquecimento dá mais consistência ao aço, ajudando na fragilidade criada pelo processo de endurecimento. O aço deve ser aquecido em uma fornalha. A temperatura na qual o aço deve ser aquecido durante essa fase determina o quanto ele ficará endurecido; quanto maior a temperatura, mais resistente ficará, porém mais macio.
Lá vai nossa alma para a fornalha novamente. Parece que quando a coisa está se acalmando ou melhorando, somos sucumbidos e envoltos por nova intensidade de calor. Mas desta vez, esse fogo tem o propósito de remover a fragilidade que tínhamos em nossa personalidade e/ou /caráter.

6. Deixando o aço esfriar. Dessa vez, diferente do processo de resfriamento rápido o resfriamento deve se dar de forma lenta para evitar que se torne quebradiço.
Somos retirados da fornalha e resfriados de forma lenta e contínua. Quando resfriados, estaremos prontos para sermos usados por Deus na sua obra/construção.

A MÃE PSICOPATA - CRIANÇAS QUE CRESCEM SEM EMPATIA OU AMOR

O texto abaixo foi escrito pela médica psiquiatra norte-americana Johnston, E.J. sendo traduzido e aqui editado para nos servir de alerta. Nenhuma família, na sua concepção de maior extensão possível, está livre de vivenciar tal condição.


"Boa sorte. Faça um bom trabalho." Muitos de nós ouvimos essas palavras encorajadoras de nossas mães amorosas, talvez no nosso primeiro dia de jardim de infância ou antes da nossa primeira entrevista de emprego. 


Kenny Kimes ouviu essas mesmas palavras de sua mãe, Sante Kimes, depois que ela o instruiu a matar David Kazdin, um colega que ameaçou expor a dupla mãe/filho por fraude hipotecária depois de descobrir que o "casal" obteve ilegalmente um empréstimo de US $ 280.000 em nome da vítima. Tendo completado o trabalho, Kenny parou para comprar flores para sua mãe, acreditando que ele "completara um grande dever para sua mãe". Assim como isso aconteceu ninguém poderia imaginar que já era a terceira pessoa que eles haviam matado.

Embora a história acima seja extrema, existem muitas crianças adultas que cresceram sob a influência de uma mãe "tóxica". Para a maioria, a toxicidade da parentalidade foi resultado da psicopatia de uma mãe, um transtorno de personalidade que, por meio de seus critérios diagnósticos, torna impossível estabelecer uma ligação mãe-filho normal. 

Quando a mãe é uma psicopata diagnosticada, a criança pode crescer em um mundo como o buraco do coelho em que Alice caiu. Nada é o que parece. 

Vejam que Boa Mãe Eu Sou


Mães psicopatas desempenham o papel de "Super Mamãe" quando outros estão assistindo. Ela se certificará de que qualquer um que a ouça saiba que ela é uma ótima mãe. Na verdade, ela pode até mesmo se portar como uma mártir, ou seja, uma mãe que sacrifica suas próprias vontades e necessidades para a sua prole. Atrás das portas fechadas, no entanto, ela mostra pouco ou nenhum interesse genuíno em nutrir ou cuidar da criança e pode sujeitá-la a abusar ou negligenciar.

A mãe psicopata não vê seu filho como uma pessoa separada. Em vez disso, a criança é vista como uma posse pessoal cujo único propósito é atender às necessidades de sua mãe. As interações mãe-filho são muito controladoras e qualquer afeição está ligada ao comportamento que alimenta o ego da mãe. A resistência natural ou a rebelião por parte da criança é vista como uma traição e é encontrada com severas críticas ou punições para trazê-lo de volta. Na verdade, ela não pode permitir que seu filho desenvolva "normalmente" por causa de sua necessidade de moldá-lo exatamente para quem quer que ele seja. (grifo do editor)

Infelizmente, a incapacidade de sentir empatia, uma característica de referência da psicopatia, é especialmente destrutiva para uma criança que se desenvolve emocionalmente. Qualquer indício de fraqueza ou dor da criança é criticado ou invalidado, a menos que possa ser usado para benefício da mãe. 

Pondere a resposta de uma mãe psicopata, que se casou com um agressor sexual conhecido, embora, na época, tivesse uma criança de cinco anos. Quando a criança finalmente disse a sua mãe que seu padrasto a estuprou, sua única resposta foi: "Por que você não me disse no acordo de divórcio para que pudéssemos tirar mais dinheiro dele?"

Resumindo

A maioria de nós cresce com algumas contusões emocionais provenientes dos erros bem-intencionados de nossos pais. Uma criança que cresce com uma mãe psicopata, por outro lado, pode herdar um legado cheio de AUTO-DÚVIDA, CONFUSÃO e CULPA à medida que ela, a criança, luta para diferenciar que "objeto" ele/ela é que a mãe psicopata tentou criar e/ou manipular.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

SACRIFÍCIOS A MOLOQUE

Uma pessoa envolvida com a "indústria" do aborto nos EUA fez o seguinte comentário dando risada, acerca da regulamentação do aborto na fase final da gravidez: "Elas nascem chorando e procurando pelas suas mães."

O mundo está cheio de pessoas doentes como essa do comentário acima e que certamente terão um espaço especial no inferno para elas reservado.
São mentes réprobas que nunca virão ao conhecimento da verdade e de Cristo porque decidiram pelas trevas.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

"VENDA O CACHORRINHO DOS SEUS FILHOS...." PR. PRASCH

"Conheço uma igreja na Nova Zelândia, onde uma jovem sra., mãe de três filhos, ficou repentinamente viúva. Ela e seus filhos começaram a passar por uma fase muito difícil financeiramente. O mais jovem dos filhos tinha apenas 2 anos de idade. Infelizmente o esposo não havia deixado uma providência financeira para a família estável e ela mal conhecia passar o mês com o sustento remanescente. Os três meninos tinham um cachorrinho de raça que o pai tinha dado a eles como presente de Natal antes da sua trágica morte. O pastor dessa igreja Pentecostal disse para ela: 'venda o cachorrinho, assim você poderá pagar o seu dízimo à igreja e Deus vai lhe abençoar'." Essa é uma estória verdadeira contada pelo Pr. James Jacob Prasch    

Para quem deseja ouvir um estudo exegético, bíblico, verdadeiro acerca do Dízimo, acesse esse link https://www.youtube.com/watch?v=-4P1seHSHEY

Essa exposição é feita pelo Pr. James Jacob Prasch, um dos remanescentes téologos Ingleses, fiel à Palavra de Deus, Diretor do Ministério Moriel (www.moriel.org). É possível colocar a tradução simultânea em Português através do botão "legendas" e depois escolhendo a língua no botão "detalhes".

"Os teus príncipes são rebeldes, e companheiros de ladrões; cada um deles ama as peitas, e anda atrás das recompensas; não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa da viúva." Isaías 1:23

"Dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de ladrões." Lucas 19:46

sábado, 22 de julho de 2017

QUE LUZ É ESSA RELATADA NO PRIMEIRO DIA DA CRIAÇÃO?

"E disse Deus: Haja luz; e houve luz." Gênesis 1:3

         Essa é a luz que conhecemos no amanhecer de cada novo dia? Certamente que não, pois os astros só foram criados no terceiro dia como lemos: "E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra. E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom." (Gênesis 1:14-18)
         Então que luz é essa que está descrita no terceiro versículo do livro da Criação?  
         Quando lemos "E disse Deus: Haja luz; e houve luz." existem dois aspectos para serem considerados.
         O primeiro é que Deus no processo de criação do mundo inicia tudo por meio da sua palavra, da sua voz, do seu verbo, do seu comando. Quando vamos lendo os primeiros versículos do livro da criação, compreendemos que Deus vai falando e as coisas vão surgindo pelo poder que nEle há; pelo poder das suas palavras. É o poder da criação inerente à natureza divina.
         O segundo é que se for defendido que Deus só cria a luz, a claridade, a partir do momento que "Vayomer Elohiym yehiy or" (ver o versículo 3 no hebraico original), teremos que aceitar então que Deus vive na escuridão, nas trevas, que é um Ser do escuro e não possui luz em si mesmo. Esse segundo ponto levantado é totalmente contrário à natureza divina, pois o apóstolo Paulo afirma, pelo Espírito Santo, que o próprio Deus é "Aquele que... habita na luz inacessível." (I Timóteo 6:16). Então, a luz não pode ter criada nesse momento quando “...disse Deus: Haja luz.”. A luz na eternidade que antecede o momento, o ato da criação já existia, pois Deus já existia.
         Por outra linha de pensamento se Deus tudo cria por sua palavra, deveríamos, então, chegar à conclusão que a fala de Deus também cria Jesus, uma vez que Jesus diz de si mesmo que ele é a luz do mundo (João 8:12a). Jamais! Isso é uma heresia.
         Para se opor àqueles que poderiam assim pensar em João 1:1,14 diz que "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade."
         Então Deus não criou a Jesus, que é a Luz, pela sua declaração de voz porque Jesus estava com Ele desde a criação do mundo. Jesus Cristo que é Deus já existia e até mesmo em João 1:10b diz que Jesus fez o mundo. Então a Palavra de Deus não pode se contradizer.
         Se compreendermos que Deus estava iniciando sua tremenda criação, o universo, a terra e tudo o que o neles há, essa criação estava na escuridão, era vazia e Ele estava dando forma a algo que ainda estava na sua sabedoria. Então, é possível compreender que Deus passa a "emprestar" sua própria luz para sua criação que se encontrava em trevas. E isso é tão verdade acerca de Deus que no Salmo 104:2a assim diz: "Ele se cobre de luz como de um vestido." Logo quando Deus fala "Haja luz..." esse é o comando dEle para que a sua luz, a luz que sempre existiu, a luz inacessível, que não conseguimos compreender ou até mesmo imaginar venha e adentre a sua criação. Essa é a luz do mundo.
         Mas a luz que emana de Deus não poderia ser a claridade constante para a terra e para os homens, pois da forma que Deus tudo concebeu seriam necessários dia e noite, sol e luar, acordar e dormir, trabalhar e descansar. Assim Deus acha por bem criar o luminar maior para representar o dia e o luminar menor para guiar a noite. Passamos a não mais ter a luz divina na criação, mas os próprios elementos da criação para orientarem o espaço de tempo e o tempo no espaço, pois Deus só cria o antes e o depois por causa do homem uma vez que Ele vive no eterno.
         Nunca conhecemos essa luz de Deus que alumiou a criação e quando ela se retrai e os luminares passam a orientar os seres vivos, vamos entender que o mundo não é Deus, que Deus não está nas coisas criadas e que elas são partes de Deus, como alguns afirmam. O que foi criado é apenas obra de Deus, assim como o vaso de barro é a criação do artesão.
         Para conhecermos essa Luz que é chamada à existência lá no versículo 3, que é a própria essência de Deus, precisamos conhecer a representação dela que está em Cristo Jesus. Jesus sempre brilhará na escuridão e "O povo que caminhava em trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz." (Isaías 9:2)
         E todos aqueles que almejarem ver e conhecer a Luz eterna serão guiados por ela, pois "Conduzirei os cegos por caminhos que eles não conheceram, por veredas desconhecidas eu os guiarei; transformarei as trevas em luz diante deles e tornarei retos os lugares acidentados. Essas são as coisas que farei; não os abandonarei." (Isaías 42:16)

         Não importam as trevas, não interessa a negra escuridão, o soturno nunca apagará a luz de Deus, pois "A luz brilha nas trevas" (João 1:4b) e das trevas seremos resgatados por Jesus Cristo, a Luz do mundo.  

domingo, 7 de maio de 2017

FACTIONS, HERESIES, AND APOSTASY IN THE CHURCH —Jacob Prasch(Intrv) On:l...





Neste vídeo há a possibilidade de colocar a tradução simultânea em Português para aqueles que não entendem a língua Inglesa. É muito simples, basta ir nos detalhes do vídeo no rodapé à direita e alterar a tradução automático do Inglês para o Português.

MOMENTO DA IGREJA ACORDAR ACERCA DA FALSA DOUTRINA DO ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULAÇÃO

Creio que os cristãos estão perdendo um VALIOSO tempo no qual ainda é possível expressar livremente as opiniões acerca das coisas bíblicas. Haverá um tempo, muito em breve, no qual isso não será permitido.

A única maneira de resolver o conflito que existe acerca da falsa doutrina sobre o arrebatamento pré-tribulacção é através da oração, da convocação do corpo de Cristo, discussão, diálogo, simpósio, debate e fóruns. Vamos tratar abertamente esse assunto. 

AINDA HÁ TEMPO!

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Tempo da Graça de Deus: FILME A CABANA - UM RETRATO DE UMA IGREJA DECADENTE E APÓSTATA!

Tempo da Graça de Deus: FILME A CABANA - UM RETRATO DE UMA IGREJA DECADENTE E APÓSTATA!

FILME A CABANA - UM RETRATO DE UMA IGREJA DECADENTE E APÓSTATA!

Já postei aqui no blog sobre o livro A Cabana. Interressados em saber minha opinião só buscá-la na chave localizar do blog.

Na semana passada e nesta, de forma mais intensa, tenho escutado nas rádios e igrejas, quase que como num puro frisson, acerca do filme A Cabana, incentivando que os evangélicos o assistam.

Fico abismado com isso, parece-me que quanto mais os crentes vão às igrejas, mais ficam dependentes das divagações da sã doutrina e da fé e menos da Palavra de Deus.

Assim como o livro, o filme retrata a trindade Divina de maneira humanizada, com incitações de idolatria ao próprio ser humano, além de ser difamatório contra o Espírito Santo, atitude que Jesus mesmo disse que não haveria perdão.

O autor do livro A Cabana caracteriza Deus como uma mulher negra chamada de "Papa", cujo Deus ninguém nunca O viu, não O conhecemos a não ser na figura revelada do seu filho Jesus Cristo, como nos é ensinado no livro de Hebreus 1:1-3. É no mínimo contraditório chamar uma mulher de Papa, mas agora com a moda transgender ou linhagem LGBTQI mnopqrs.... deve estar valendo. Então vamos nesse modismo mesmo, afinal a igreja de Cristo precisa abrir a mente e evoluir e esquecer o "radicalismo" bíblico que não é politicamente correto!

Ele, William Young, na sua novela "cristã" (perceba a contradição) também revela o Santo Espírito de Deus como uma frágil mulher de origem asiática com o nome Hindu, Sarayu, apregoando uma perigosa imagem do Espírito de Cristo, pois o Espírito de Deus é o Espírito do Seu Filho Unigênito, que de forma alguma tem dentro de si uma "mulher".

Como em todas as tendências da sociedade, e na igreja não é diferente, sempre tem a fileira dos retardados mentais que fazem o papel dos modistas "nada a ver"!

Eu, prefiro não me juntar à leva enorme de evangélicos que estão dando espaço para a Nova Era.

Agora, se o próprio "espírito santo mulherizado", amigo do autor, lhe revelar que está tudo certo, sabe o que (?), vá em frente e, a propósito, antes de sair de casa para ir ao cinema, aproveite e acenda uma vela para Maria mãe de Deus, porque quem sabe ela seja a única mulher de verdade velando por você.

sábado, 11 de março de 2017

A FALSA DOUTRINA DO ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULAÇÃO E A VOLTA DE JESUS CRISTO - Parte III


Este vídeo também pode ser encontrado no youtube https://youtu.be/wLUhtnnDg1E

Este vídeo discute o trecho de Mateus 24 quando Jesus usa a ilustração de que ele voltará em um momento que não sabemos, assim como age o ladrão, em um momento que o dono da casa não espera.

Prepare-se para a volta de Jesus Cristo, não haverá uma segunda oportunidade. Todos passaremos pela grande tribulação e depois virá o  julgamento eterno.