terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

SENDO TEMPERADOS COMO O AÇO

O aço é uma liga de ferro usado em construção, em manufatura de instrumentos de metal e outras aplicações. Quando ficará exposto ao desgaste e ao rompimento, o aço deve ser endurecido para que tenha o nível de uso ao qual se destina.

1. Aço com conteúdo suficiente de carbono. O endurecimento do aço faz com que a estrutura do carbono se cristalize, semelhante à forma como carvão e grafite mudam para diamante sob calor e pressão na terra. Aço de alto teor de carbono pode conter a prata.
"Pois tu, ó Deus, nos submeteste à prova e nos refinaste como a prata." Salmo 66:10

2. Aquecendo o aço. Aqueça lentamente a peça inteira de aço no começo. O calor deve ser concentrado na área s ser endurecida até que a área fique vermelha com o calor.
Parece que é a nossa alma que recebe o fogo intenso de Deus, pois o nosso coração nos faz refletir e leva a nossa mente cativa à Ele. Nessa fase lamentamos, nos debatemos, nos contorcemos, pois as moléculas da nossa existência estão sendo levadas ao extremo.  

3. Resfriando o aço em um fluido. Mergulhar o aço quente em um líquido ou gás o esfria rapidamente, endurecendo o material. Água fresca é o líquido mais comumente usado para o resfriamento, porém a água deve ser geralmente agitada para evitar a formação de bolhas no metal. Água salgada resfria o aço quente mais rapidamente do que água pura, porque o sal faz as bolhas estourarem mais rapidamente.
Nada melhor do que o choro "salgado" para resfriar o calor da nossa alma. Curiosamente a nossa lágrima contém o cloreto de sódio, aquele mesmo sal mineral presente no sal de cozinha.

4. Limpando o aço. Isso remove o fluido de resfriamento e prepara o aço para ficar mais consistente.
É necessário chorar pelo tempo que se faz necessário, mas logo se levantar e voltar à posição de sentinela.
"Então imediatamente Davi se levantou do chão, lavou-se, pôs perfume e mudou as vestes. Depois entrou no santuário de Yahweh e se prostrou. Retornou para casa, mandou que lhe servissem a refeição e comeu."  

5. Aquecendo o aço novamente. Esse segundo aquecimento dá mais consistência ao aço, ajudando na fragilidade criada pelo processo de endurecimento. O aço deve ser aquecido em uma fornalha. A temperatura na qual o aço deve ser aquecido durante essa fase determina o quanto ele ficará endurecido; quanto maior a temperatura, mais resistente ficará, porém mais macio.
Lá vai nossa alma para a fornalha novamente. Parece que quando a coisa está se acalmando ou melhorando, somos sucumbidos e envoltos por nova intensidade de calor. Mas desta vez, esse fogo tem o propósito de remover a fragilidade que tínhamos em nossa personalidade e/ou /caráter.

6. Deixando o aço esfriar. Dessa vez, diferente do processo de resfriamento rápido o resfriamento deve se dar de forma lenta para evitar que se torne quebradiço.
Somos retirados da fornalha e resfriados de forma lenta e contínua. Quando resfriados, estaremos prontos para sermos usados por Deus na sua obra/construção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário