segunda-feira, 30 de agosto de 2010

QUINTA PROFECIA SOBRE A VOLTA DE JESUS CRISTO

Quinta Profecia

ASCENÇÃO E QUEDA DE ISRAEL E JUDÁ NO FINAL DOS TEMPOS

Onde se encontra a profecia? Está em Lucas 21:20-22 e deve se comparada com Oséias 5:5-7. Por favor, abra a sua Bíblia e leia esses trechos bíblicos.

"Israel" foi o novo nome que Deus deu a Jacó, patriarca bíblico em Gênesis 32. As 12 tribos de Israel originaram-se a partir dos seus 12 filhos. Essas tribos mais tarde formaram um reino único.
Já faz quase 3.000 anos desde que o reino de Israel foi dividido em dois. Dez das 12 tribos de Israel se rebelaram contra o rei Roboão, o filho do rei Salomão e neto do rei Davi. A Bíblia continuou a se referir a essas 10 tribos de Israel, enquanto as outras duas tribos (Judá e Benjamin) que permaneceram fiéis aos descendentes de Davi, eram conhecidas como o reino de Judá ou simplesmente Judá.

Às vezes Israel é referido como o reino do Norte e Judá como reino do Sul. Os dominantes das tribos do Norte foram os filhos de José, Efraim e Manassés - isso fora profetizado por Jacó que afirmou serem as nações-chefes do mundo nos últimos dias. Ler Gênesis 49:1, 22-26 e compare com Deuteronômio 33:13-17.

Cerca de 200 anos após a separação reino, as tribos do Norte de Israel caíram nas mãos da Assíria e foram deportados pelos assírios ao norte do seu império. Muitas vezes foram referidas como as tribos perdidas que mais tarde migraram para o noroeste da Europa, acabando por se estabelecer em novas pátrias longe do Oriente Médio.

O reino de Judá caiu aos pés da Babilônia por mais de um século após a deportação de Israel, mas, de forma interessante, seu povo não se perdeu na história. Nós os conhecemos hoje como os judeus.

O nome Efraim é vezes empregado representatividade no Velho Testamento como sendo todo o reino do Norte, embora possa também referir-se apenas aos descendentes do filho José - nome que foi profetizado para se tornar uma "multidão de nações", conforme Gênesis 48:19. Surpreendentemente, essa promessa foi cumprida a Efraim através do Império Britânico. (http://raptureaprophesiedevent.blogspot.com/2010/02/foram-as-dez-tribos-de-israel-realmente_13.html)

O irmão mais velho de Efraim, Manassés, também foi profetizado que se tornaria uma grande nação (o mesmo versículo), separando-se da multidão de nações. Esta profecia seria cumprida na formação, crescimento e dominância dos Estados Unidos da América do Norte.

Em uma profecia revelada que talvez possa estar relacionada com os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, Jacó (ou Israel) disse: "Deixe meu nome ser chamado sobre deles" (Gênesis 48:16). As referências a "Israel" na profecia do fim dos tempos muitas vezes se referem aos Estados Unidos ou aos países de língua Inglesa do Império Britânico ou, quem sabe, a ambos. Às vezes, "Israel" pode significar todas as 12 tribos. Temos de olhar especificamente para cada versículo e seu contexto para saber a que realmente se destina.

"Judá", no entanto, sempre se refere aos judeus, os descendentes da casa ou do reino de Judá. Também temos de compreender que a moderna nação chamado de Israel é realmente Judá, composto de judeus.

Entendendo esta parte crítica da história bíblica nos ajudará a compreender mais plenamente uma passagem da Bíblia no livro de Oséias, que é uma profecia sobre Efraim (a multidão das nações - Grã-Bretanha e alguns países que dela se originaram). Essa profecia nos alerta para a destruição que se seguiria após a ascendência da nação israelita.

Em Oséias 5:5 lemos uma profecia que menciona Israel, Efraim e Judá: "O orgulho de Israel testifica o seu rosto, portanto, Israel e Efraim tropeçam na sua iniqüidade, e Judá tropeça com eles". A profecia continua: "Com seus rebanhos e manadas, devem ir buscar ao Senhor, mas eles não vão encontrá-Lo, Ele retirou-se deles. Eles se houveram aleivosamente contra o Senhor, pois eles geraram crianças pagãs. Agora em uma lua nova os consumirá com as suas porções" (ler versículos 6 e 7).

Luas novas ocorrem em um intervalo de um mês. A lua nova os "devoraria" parece significar que Israel, Efraim e Judá cairão dentro de um mês.

Esta profecia não se cumpriu nos tempos antigos. Como já mencionado, Judá caiu aos pés da Babilônia mais de um século depois de Israel ter caído para a Assíria. Mas no final parece que elas cairão juntas - dentro de um mês uma após a outra. Esta profecia ainda está sendo esperada que se cumpra.

Lembre-se que Israel (Jacó) deu o seu nome para Efraim e Manassés, por sua vez, ao que parece, aos ancestrais dos povos norte-americanos e britânicos. Como Efraim é mencionado separadamente nesta profecia, a referência a "Israel" deve aplicar-se para os Estados Unidos, que agora é o mais dominante entre as duas nações.

Durante dois séculos antes da II Guerra Mundial, os papéis foram invertidos com a multidão das nações - o Império Britânico - um poder maior do que uma única nação, os Estados Unidos. Hoje a América do Norte é muito maior e mais poderosa.

"Judá" se refere ao povo judeu, em especial, aqueles que constituem a nação moderna no Oriente Médio que se chama Israel.

Aqui, então, é uma profecia sobre os três países - Estados Unidos, Grã-Bretanha e Israel (Judá). De acordo com esta profecia, parece que os três vão cair dentro do intervalo de um mês (no sentido literal ou figurado, não pode-se ter certeza). O versículo 6 mostra que essas nações se voltarão para Deus, mas vão notar que isso é tarde demais. Por causa de seus pecados, Ele vai deixá-los sofrer a derrota e o colapso.

Esta profecia não poderia ter sido cumprida até que houvesse a ascensão da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos como potências mundiais no século 19 e da formação do Estado judeu de Israel, no século 20.

Mesmo que a idéia pareça estranha, Israel e os Estados Unidos são talvez os países mais caluniados e criticados entre todas as nações da terra. Entre os muçulmanos da linha dura, os Estados Unidos é comumente chamado de "o grande Satã" (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2002/020201_iraro.shtml) e Israel e Grã-Bretanha "os pequenos Satãs" (http://www.independent.co.uk/news/world/middle-east/death-chants-in-tehran-voice-resentment-of-the-little-satan-442589.html).

O texto de Lucas 21:2-22 diz: "Quando virem Jerusalém rodeada de exércitos, vocês saberão que a sua devastação está próxima. Então os que estiverem na Judéia fujam para os montes, os que estiverem na cidade saiam, e os queestiverem no campo não entrem na cidade. Pois esses são os dias da vingança, em cumprimento de tudo o que foi escrito".


Para que Jerusalém esteja cercada de exércitos e o mundo não se mova a esse respeito ou não faça algo, é porque seus mais fortes aliados, os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, terão abandonado Israel. Isso ainda não aconteceu e quando acontecer, a sua destruição está próxima disse Jesus.

Fiquemos de olhos abertos para conferir quando isso tudo começar a se desdobrar diante dos nossos olhos.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário