sexta-feira, 27 de agosto de 2010

QUARTA PROFECIA SOBRE A VOLTA DE JESUS CRISTO

Quarta Profecia

UMA UNIÃO DAS NAÇÕES EUROPÉIAS NO FINAL DOS TEMPOS 

Qual a palavra profética de Jesus?

Mais uma vez a correlação entre Mateus e Daniel. É preciso compreender que o livro de Apocalipse também completa-se nesses outros dois. Por isso na metade deste texto figura o Apocalipse que são as palavras de Jesus Cristo reveladas a João, seu discípulo.


Em Daniel 2 e 7, vemos profecias sobre quatro grandes impérios gentios que surgem no período compreendido entre o tempo de Daniel e o estabelecimento da vinda do Reino de Deus (Daniel 2:44). Daniel viveu no primeiro desses grandes impérios (Daniel 7:4), como um judeu exilado na Babilônia antiga.

Após a queda da Babilônia em 539 a.C., a Pérsia tornou-se a maior potência, a ser seguido pela Grécia (ler os versículos 5 e 6). Depois da Grécia veio o Império Romano "horrível e terrível, excessivamente forte". Esse império era para ter "dez chifres" e. de alguma forma, continuaria até o estabelecimento do Reino de Deus no retorno de Cristo (ler os versículos 7 e 9).

Como foi visto na mensagem anterior, os chifres representam líderes ou governos. Então, podemos dizer que na Bíblia, as passagens que mencionam chifres significam reinos. Uma alusão pode ser feito a satanás que possui chifres, pois Jesus mesmo disse que esse mundo a ele pertence.

Nessa passagem bíblica, os 10 chifres simbolizam 10 reinos, mas também 10 tentativas de restaurar o Império Romano ao poder que tinha nos tempos antigos. Sim, mas então você acabou de se contradizer? Calma, não é heresia, irei explicar. Várias tentativas de restauração do Império Romano do Ocidente foram realizadas desde a sua queda em 476 d.C. A última tentativa deve ser feita pouco antes da volta de Cristo. Encontramos mais detalhes disso em Apocalipse 17.

Aqui podemos ler acerca de uma tentativa final para reviver o Império Romano que é exercida por "dez reis que não receberam o reino, mas eles recebem autoridade para uma hora para serem reis junto com a besta. Estes tem um mesmo intento e entregarão o seu poder e autoridade à besta" (ler os versículos 12 e 13).

Eles também “farão guerra contra o cordeiro [Cordeiro Jesus Cristo], e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis" (versículo 14). É claro que esta profecia ainda está no futuro.

As tentativas anteriores de criar um império europeu unificado, desde Justiniano no século VI, até Carlos Magno, Napoleão, Hitler e Mussolini, todos envolveram força (opressão mesmo). A ressurreição final do Império Romano será tentada da mesma maneira, não se iludam.

Apocalipse 17 sugere que esta união será voluntária. Quando esses 10 líderes receberem o poder, então eles darão a sua autoridade para um único líder. As Escrituras se referem tanto para o indivíduo, bem como para a nova superpotência que ele dirige, como "a besta" – reconhecendo esse reinado como a continuação dos quatro impérios gentios que foram profetizados em Daniel, cada um deles sendo descritos como um animal selvagem.

Novamente, assim como com a capacidade de auto-destruição, só nesta geração é possível que isso seja cumprido.

Em 1957, o Tratado de Roma foi assinado pelos seis países europeus que formaram a Comunidade Econômica Européia (CEE) (http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/EFEMERIDES/50anos/TratRoma.pdf / http://www.historiasiglo20.org/europortug/troma.htm). Hoje, a CEE tem crescido na União Européia (UE) com as 27 nações membros (http://pt.wikipedia.org/wiki/Alargamento_da_Uni%C3%A3o_Europeia). Desses todos, obrigatoriamente um acordo de união chegará somente a 10 países e a seus 10 líderes que formarão a “ressurreição” final do Império Romano. É preciso entender no mundo natural e profeticamente como isso tudo acontece. E para que isso seja possível, somente através do Santo Espírito orientando os “escolhidos”.

Alguns tem especulado que os 10 reis referidos nessa profecia serão os líderes de 10 regiões da UE que irá redesenhar as fronteiras da Europa, acabando com a atual Estado-nação. Se isso é verdade não se sabe, mas o número tem que cair para dez que darão seu poder para uma única nação. A Bíblia não é clara sobre exatamente quais 10 regiões ou nações irão configurar no renascimento final da superpotência militar romana, mas apenas que essa nova superpotência certamente surjirá um pouco antes da volta de Jesus Cristo. A Bíblia se cumprirá.

Algo importante é preciso ser frisado. Essa profecia só poderia ter se cumprido depois de 1981 quando o décimo país, a Grécia, foi admitida como participante dos 10 reinos (http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/uniao-europeia/uniao-europeia.php). Estamos vivendo um intervalo de tempo para que o número 10 se concretize e a superpotência surja. Quem ela será?

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário