sexta-feira, 23 de julho de 2010

AO CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA: SEGURA A BOMBA!

O texto abaixo foi escrito pelo Dr. Alberto Thieme (pastor nos EUA) e publicado aqui com sua autorização formal. As perguntas que não calam são: por onde andariam os políticos que "se dizem" evangélicos para se manifestarem sobre isso uma vez que todo Conselho Profissional é uma autarquia? E a igreja evangélica então que não se manifesta? E os(as) psicólogos(as) evangélicos(as) que viram sua colega ser axincalhada, massacrada pelo CFP e associações ativistas homossexuais e apenas colocaram o rabo entre as pernas e entraram nos seus consultórios despreocupadamente para mais uma consulta para aconselhamento "cristão"?

Ao
Dr. Humberto Verona e Conselheiros do CFP,

Ref. Correção ou Cancelamento da Resolução CFP 01/99.

De todos os emails que enviei a V.Sa, recebi apenas uma simples resposta de Fabíola Corrêa, Assessora Técnica, Conselho Federal de Psicologia, email : cotec2@pol.org.br, sem explicar detalhadamente nossos questionamentos feito ao Presidente e ao Conselho da CFP por punir a Dra. Rosangela Justino, causando um enorme estardalhaço na imprensa.

Tal atitude acarretou grande perigo de vida a nossa estimada psicologa, tendo que sair as escondidas no dia do julgamento. Pois bem, esta senhora, foi exposta a ignomínia pelo CFP e por centenas de associacoes e ativistas homossexuais, principalmente a ABLT.

Dra Rosangela por mais de 30 anos tem ajudado os carentes e que desde 1981, com muito esforço, formou-se em psicologia e se especializou em algumas areas especiais relativas a familia, podendo assim ajudar alguma centenas de homossexuais que muitas vezes, sem cobrar um centavo, atendeu-os por amor que tem as pessoas carentes. Todos esses homossexuais a procuraram voluntariamente e V.Sa foi questionado sobre a Resolução CFP 01/99 conter a proibição injusta e contra a vida de varios desses homossexuais por ela atendidos que se não fosse o atendimento teriam dado fim a vida.

Penso que as ONGs a que damos assessoria a nivel Brasil merecem uma resposta e o cancelamento da clausula que proibe os psicologos de atenderem homossexuais que desejam deixar a homossexualidade com a liberdade complete de ajuda-los nesta decisão. Pois bem, após mais de ano do julgamento de Dra. Rosangela não fomos informados por V.Sa. sobre a possivel alteração que V.Sa mencionou ser possivel em sua entrevista apos o julgamento de nossa colega de ministério social.

Agora a ADHT – Associação para Defesa dos Heterossexuais contra quaisquer abusos e crimes a que estão sendo submetidos diariamente junta-se a nós para solicitar ao CFP a retirada de tal proibição imediata da Resolução acima citada.

Até o momento, estamos esperando por uma resposta do Presidente e Conselheiros da CFP, e não apenas da assessor da Presidencia como ocorreu anteriormente que não respondeu nossos questionamentos por complete e nos enviou uma resposta evasive, para nada servindo.

Para deixar outras pessoas a par do que lhes passamos anteriormente, sem qualquer evidencia de reestudo de tal resolução para uma solução definitiva, nos levou a contatar pessoas de altas esferas do governo, da Camara e do Senado Federais a par da situação. Por isto, os mesmo estão recebendo uma copia deste email-carta.

Lamentamos ter que ter chegado a este ponto para obter de V.Sa uma resposta sobre a retirada desta clausula que com certeza além de já ter feito algumas centenas de suicidios, tem ocasionado uma evasão quase que total do apoio que a maioria das ONGs associadas a nossa Federação tinham de psicologos voluntarios, as quais tem reclamado do êxodo ocorrido devido a falta de cuidado da CFP/CRP-RJ de ter exposto uma simples psicologa com um passado admirado por todos os brasileiros que tiveram o privilegio de ouvir Dra Rosangela em seus seminarios orientadores a familias com problemas de relacionamentos a filhos, bem como a cessação de ajuda a dezenas de homossexuais que a procuravam voluntariamente solicitando ajuda, muitas vezes em desespero, por não conseguirem deixar a pratica homossexual almejada por eles/elas.

A seguir expomos a lembrança do Dr. Humberto Verona o que ele afirmou quando indagado por uma reporter e sua resposta:

1.Lembra-se quando o senhor estava dando entrevistas apos o julgamento e uma reporter lhe fez a seguinte pergunta: Dr. Humberto, quer dizer que os senhores preferem que um homossexual que queira deixar o homossexualismo chegue ao suicidio do que permitir que os psicologos deem o devido tratamento para o mesmo deixar a homossexualidade que tanto deseja, mas que não tem encontrado forças e nem direção para tal?

Lembra de sua resposta, Dr. Humberto? Eu a tenho escrita aqui, porque escrevi toda a entrevista. O Senhor respondeu que esta resolução CFP 01/99 foi criada e nada impede dela ser alterada. Lembra-se? Se não lhe envio a fita contendo suas declarações.

2. Foi feito alguma coisa até hoje, como o senhor afirmou que a resolução poderia ser mudada? Se não, o que o senhor e os Conselheiros do CFP estão esperando para corrigir este erro crasso? Entre a Lei e a vida, doutor, nós ficamos sempre com a vida e foi por isto que Dra. Rosangela foi punida indevidamente, porque optou por salvar centenas de homossexuais de um possivel suicídio. Entre a Lei e a vida, ela optou corretamente pela vida. Jamais qualquer psicologo consciencioso poderá atender os caprichos desta resolução que não tem razão de existir, pois é contra a liberdade do individuo e principalmente contra a vida.

Por um erro na confecção desta Resolução expôs uma profissional em risco de vida que teve que parar com suas atividades porque a maioria das associações homossexuais, bem como a CFP a expôs ao ódio de milhares de ativistas homossexuais brasileiros.

3. Quem entrou com o pedido de penalização de Dra Rozangela? Nós respondemos: A ABGLT, com certeza, e o Dr. Luiz Mott(provavelmente). Todos os diretores e ativistas de associaçoes homossexuais que não querem perder sua clientela porque consomem produtos que somente as associacoes homossexuais possuem, fazem de tudo para que nenhum homossexual deixe a pratica. Isto já está confirmado por nós. Temos suficientes testemunhas. Quando a reporter perguntou para o senhor: o que vale mais doutor, a vida ou a lei? Foi quando o senhor respondeu que a resolução pode ser mudada. Estamos esperando por bem mais de um ano por tal mudança e sequer a resposta devida a nossas duas cartas enviadas ao Presidente e Conselheiros do CFP, recebemos.

4. Perguntamos-lhe quantos dos 9 Conselheiros do CFP, e tambem se o senhor, são homossexuais ou adeptos/simpatizantes do homossexualismo? O senhor nao repsondeu. Isto não é Discriminação não, é apenas para saber se realmente este Conselho é democratico, isto é, se tem 50% de homossexuais e simpatizantes, deverá ter também 50% de Heterossexuais que não concordem com a pratica homossexual. Isto se chama democracia. Pois somente assim, poderemos ter um equilibrio em nossa sociedade. Nós também lutamos contra a HOMOFOBIA e quaisquer outros tipos de Discriminação, mas também lutamos contra a HETEROFOBIA. Por acaso o Conselho pensou em também proteger os Heterossexuais?

5. Fizemos a mesma pergunta relativa as CRPs e o senhor, conhecendo bem o perfil de sua instituição deverá saber o que pensam os que nela operam, ou seja, os conselheiros das CRP’s.

6. No jurado (de ambas as instituições) CFP E CRP-RJ que condenaram Dra. Rozangela, quantos heterossexuais que são contra a pratica homossexual participaram do juri? O senhor tambem nao respondeu.

7. Nós afirmamos em email-carta anterior que este julgamento foi um julgamento politico, discriminatório, porque a clausula incluida na CFP -01/99 discrimina os psicologos de ajudarem os homossexuais a deixarem tal pratica. Foi ela feita com a participação apenas de simpatizantes e/ou homossexuais? A confirmação disto é a sua atitude ao declarar no décimo aniversario desta CFP que o senhor estará lutando por esta bandeira contra a Homofobia no Nordeste. Nós esperamos que o senhor seja justo e lute também pela bandeira contra a HETEROFOBIA.

Para ser democratico, meu caro, o CFP e CRP’s deveriam ter 50% de heteros que respeitam o dreito de todos mas não aprovam a pratica homossexual e 50% de homossexuais, o senhor não acha? Até agora eu nao conheço o perfil destes Conselhos. Nós não fomos informados. Por que?

8. A Psicologia não é ciencia exata. O senhor e todos os Conslheiros sabem disto. Então por que os senhores deixaram incluir uma clausula que favorece as associacoes homossexuais em detrimento dos direitos dos homossexuais que querem deixar a homossexualidade por vontade propria? Onde está o direito igual para todos declarado pela nossa Carta Magna. Esta proibição é anti-constitucional.

9. Eu lhe disse que por 18 anos eu, Pr. Dr. Alberto Thieme e outros de nossos companheiros do MEN-FEDERAÇÃO temos atuado como palestrantes de ONGs desde 1986, ajudando as ONGs de recuperação de viciados em drogas e alcoolatras e que algumas centenas da clientela destas entidades, bem como dos dois orfanatos que fundamos, tendo um deles hoje uma clientela acima de 1000 criancas e adolescentes, e de outros que participam dos congresos do MEN-FEDERAÇÃO, estão passando por dificuldades de contar com mão de obra voluntaria especializada em Psicologia porque todo o rumor feito pelo CFP, juntamente com as associacoes e ativistas homossexuais, afugentou os psicologos que já não podemos contar mais com a maioria deles. Então a sua falta de sabedoria, juntamente com a da 5a. vara do Rio de Janeiro, por atenderem os interesses de associacoes homossexuais, colocam em risco a vida de milhares de homossexuais e lesbicas que querem voluntamente deixar a pratica homossexual.

10. Recentemente li um artigo na internet que tenho guardado onde o senhor visitando uma associacao homossexual do Nordeste afirmou que a CFP tambem abraçou a luta contra a homofobia. Meu caro, esta luta não é de sua alçada, nem dos conselhos de psicologia. Isto foi feito pelo Governo Federal. Portanto, o senhor deixa clara sua idéia de aconchavo com as associacoes homossexuais em detrimento da vida de muitos que já se suicidaram e outros que se suicidarão. Porém, não vi o senhor dizer que também luta contra a HETEROFOBIA. Vistes a atitude dos ativistas gays na entrevista com o Deputado Federal Paes de Lyra, no POP show? De repente um ativista homossexual faz uma pergunta ao Deputado se ele votou contra ou a favor do PLC 122/06. Ele disse que votou contra. Imediatamente veio a resposta, como centenas deles fazem imediatamente:Então o Senhor é “HOMOFÓBICO”. Neste momento ele cometeu o crime de Heterofobia, porque dirigiu-se diretamente ao Deputado que tem o direito de votar contra ou a favor. No final do Program, aparece um homossexual “esculachando” com a Biblia, isto é crime: isto é Discriminação contra os que seguem os ensinos bílblicos que tem levado milhões, por séculos a uma vida com maior dominio, abençoada devido seguir os principios nela contidos. E o que os heteros fizeram? Alguém abriu algum processo contra os dois homossexuais?

Por isto, temos certeza, que o CFP abriu um precedente inconstitucional a favor das associacoes e ativistas homossexuais e contra a vida, aprovando esta Resolução. Este deslize precisa ser corrigido urgentemente.

11. O que o senhor chama de codigo de Ética, se tornou com esta clausula na CFP 01/99 a coisa mais anti-etica do mundo: permitir pessoas se destruirem, ao invés de dar-lhes as mãos para que sejam curados.

12. Dra. Rozangela descumpriu uma norma absurda, aprovada sem a participação total dos psicologos. Resoluções como estas, devem passar pelo crivo de todos os psicologos e não apenas dos Conselheiros Federais que se forem homossexuais ou simpatizantes apenas o que o senhor acha que aconteceria?

Por ultimo: Fico no aguardo de sua resposta, item por item. E peço-lhe a gentileza de ler o texto completo e levar nosso veemente pedido de eliminação desta clausula que proibe os psicologos de atenderem homossexuais que queiram deixar a pratica homossexual e ajuda-los na concretização de seus desejos através dos psicólogos.

Para seu conhecimento, várias autoridades federais já tomaram conhecimento e com certeza estão aguardando, como nós, a sua resposta e ação para atender nosso pedido de retirada deste artigo que impede os homossexuais que desejam voluntamente deixar a homossexualidade, serem assistidos por qualquer psicologo.

No aguardo de sua breve resposta.

Atenciosamente,

Pr. Dr. Alberto Thieme – email: thiemeus@yahoo.com
Ex-diretor de orfanatos e Pastor evangelico, fundador de 2 orfanatos, sendo que o primeiro deles acolhe mais mde 1.000 criancas hoje em S.Paulo

Palestrante sobre como Educar filhos pelo Instituto Haggai de Liderança Avançada

Palestrante sobre o Papel Social da Igreja pelo M.E.N. – Mov. Evang.Nacional para Redenção de Crianças e Adolescentes

Palestrante para ONGs que trabalham com drogados, prostitutas, homossexualismo, alcoolatras etc

ADHT – Associação para Defesa dos Heterosseuxais contra quaisquer abusos e crimes e ajuda aos homossexuais, lesbicas e do genero que queiram deixar a pratica homossexual – Emai: Defesa_hetero@yahoo.com.br – Pr. Mateus Vieira – Presidente.


Publicado aqui por Éber Stevão

Um comentário:

  1. Brasileiros LIvres Já!!!!

    Fora pra essa corja - Da Dilma, Do Serra, da Marina

    - Fora parasitas!!!


    Não dê seu voto pra branco:
    - voto de branco é voto válido pros malufs!

    VOTE NULO!!

    Para votar nulo, que válido pra outros:
    - aperta ZEROzeroZERO, muitas vezes, e CONFIRMA!

    NÃO VOTE em vagabundo nenhum!!!!



    Envie também um email para esse senhor:

    ALBERTO THIEME , ,

    ResponderExcluir