sexta-feira, 19 de junho de 2009

PASTORES, LOBOS VORAZES, VESTIDOS DE OVELHAS

CHEGA! Já não aguento mais as comunidades/igrejas evangélicas! Amo as ovelhas de Jesus, mas não aguento mais CRENTE!!! Crente é uma coisa pegajosa e não tem quem suporte mesmo, pois não querem viver na Verdade de Cristo, preferem viver de onda em onda, de movimento em movimento, de apostasia em apostasia.

Porém, meu amor pelo meu Salvador Jesus Cristo, o meu Senhor, e pela Sua Palavra escrita, continua intacto. Amo a Cristo a cada dia mais, pois Ele me alertou que isso tudo que está se passando na igreja professante, aconteceria. Por isso eu O amo, pois Ele é a Verdade de Deus. Quero ser a cada dia mais discípulo dEle e menos CRENTE DE IGREJA!!!!

Nunca vi tanto marketing, tanta vontade da igreja/comunidade evangélica ser parecida com as empresas e organizações que regem este mundo. É um tal de vender caneca, camisetas, bolsas, etc. com a marca da comunidade/igreja, a fim de fazer o "marketing" para atrair mais prosélitos para isso que chamo de covil de raposas, que são essas comunidades evangélicas atuais. A pergunta mais urgente na boca dos pastores de hoje não é "O que é verdadeiro?" mas, sim "O que funciona?"

O pior, é skatista fazendo manobras radicais no púlpito da igreja central, é "neguinho e branquinho" fazendo escaladas nos paredões durante o "culto" dos jovens. Vale tudo, dizem, para arrebanhar o povo. Mas que povo é esse? Povo que nem se quer se importa se Cristo está sendo anunciado ou traído. Parece que esquecemos o que Paulo pede para aos Romanos (e a nós também), que tenhamos um culto racional. Isso que está aí é uma doideira em nome do Evangelho. Estou fora! Não concordo! Não queiram minha simpatia. Querem andar de skate? Por que não vão fazer isso na Praça do Gaúcho, ao lado do cemitério municipal, quem sabe lá se precisa de vida mesmo!

Sei que virão defensores dizendo que vale a pena tudo isso, só que esses não olham lá na frente, o quanto de danos é causado aos irmãos da fé, durante esse período de "inovações". Se vale a pena todo esse achincalhamento do Evangelho, então vale qualquer coisa para pregar a Cristo, até mesmo roubar, matar, destruir, xingar, chutar, bater, estuprar! Esses são aqueles que usam da libertinagem e liberdade que temos em Cristo para corromper a muitos com interesses gananciosos e torpes das suas mentes.

E isso não é tudo, nessas comunidades evangélicas espalhadas (falo no contexto da região metropolitana de Curitiba somente) é uma negociata (mercado mesmo) de CDs de pregações, vídeos de cultos "poderosos", CDs de mensagens motivacionais, livros perniciosos escritos pelos seus líderes, cheios de motivos espúrios, etc. que não tem mais fim. Dá nojo! Quer-se pregar, dê-se de graça o que de graça foi recebido. Essas coisas todas para o dia seguinte, não deveriam, se quer, serem oferecidas gratuitamente, pois a Palavra de Deus se renova a cada dia. Não quero comer amanhã aquilo que Deus está me dando hoje. Ele dá algo fresco a cada novo dia, creia nisso, por fé! Aqueles que querem comer amanhã do maná de hoje, vão comer o que já está podre, bolorado.

Como se não bastasse para testar minha paciência, vou a um evento em uma comunidade evangélica, depois de insistente convite de um amigo. Na hora do louvor, é um monte de gente do coral se contorcendo, balançando a cabeça de modo, no mínimo, estranho, chacoalhando o corpo como se tivessem alguma doença neuronal degenerativa, que causa distonias segmentares ou mioclonias localizadas. Na hora da pregação, são pastores no púlpito que não conseguem chegar perto um do outro, simulando inconsciente ou conscientemente (que é pior), que há um "poder", uma "onda elétrica" tão forte ao redor deles, que não conseguem se aproximar um do outro, e a coisa toda vira uma macaquice para o público achar: "Nossa, quanto poder de Deus nos nossos pastores!!!"

Vá tomar banho, o que é isso? Sou um discípulo de Jesus Cristo lúcido e coerente, forjado pela Palavra de Deus, não caio nessas loucuras desenfreadas. Sinceridade? Achei que tinha mais gente endemoniada no púlpito e coral do que gente liberta naquela comunidade "evangélica".

Está tudo errado! Onde está a Verdade? É tempo da apostasia mesmo!!!

Quer um exemplo? A igreja professante que deveria ter uma visão de ajudar ao próximo e, se preciso fosse, ir a falência - na verdade nunca iria, pois Deus sempre dá o suprimento necessário e essa é a verdade contida nas palavras de Jesus em Mateus 7:7-8 (distorcida para o benefício próprio) - a fim de ajudar ao faminto, ao menos afortunado, ao despido, quer lucrar sempre mais. Tem pastor que administra "sua" igreja como se estivesse fazendo um grande negócio de investimento. Dinheiro, dinheiro, dinheiro! Ai de vocês, lobos vestidos de ovelhas, que comem a gordura das ovelhas de Cristo!

Será que os pastores estão perdendo o temor de Deus? Leia isso: "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza." (Ezequiel 34:2-4)

Agora, as empresas de pessoas evangélicas, que deveriam ser administradas austeramente para suprir o salário de seus funcionários, sejam eles crentes ou não, pois possuem famílias, são administradas com uma visão de igreja. É possível integrar as duas visões: Igreja como empresa e Empresa como igreja? Que você mesmo julgue. Para mim, pela Palavra de Deus, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Agora, quem está ensinando essas barbaridades no meio evangélico? Quem é o responsável por essa onda de tumulto existencial para os cristãos?

Esses pastores que estão aí na mídia, na boca do povo, com suas igrejas/comunidades abarrotadas, fazem mais malefícios do que benefícios para uma grande porcentagem das ovelhas. Largam suas ovelhas decepcionadas, frustradas e às estimulam, por causa de seus escândalos, a se desviarem da fé. É isso mesmo que o próprio satanás quer. Por isso não vejo outra coisa a não ser dizer que esses "pastores/líderes" são lobos vorazes, demônios enviados pelo próprio diabo, urubus malévolos que se alimentam das ovelhas de Cristo alquebradas. Por outro lado é mister que os escândalos venham, mas ai por quem eles vierem (ver Mateus 18:7). Um dia eles irão pagar pelo que estão fazendo, e o Justo Juiz os julgará eternamente.

Há uma sede desses líderes para estarem nas rádios, na televisão, nas plataformas de eventos do governo municipal, estadual e se possível, federal. Mas quando são perguntados a respeito de Cristo, como o único caminho para o céu, se esquivam ou apresentam a resposta errada, deliberadamente. Não defendem a fé. Fujões! Falsos! Estão mais dispostos a deixarem os dogmas ou doutrinas bíblicas para serem politicamente corretos, a fim de não ofenderem nenhum candidato ao cargo público. Querem ser mais amigos do rei (desta terra) do que amigos de Deus.

Tomem muito, mas muito CUIDADO com homens que foram a vida toda empresários e hoje se tornaram pastores, líderes espirituais! Normalmente viram marqueteiros do Evangelho! Acham que pregar a Cristo é saber fazer boa propaganda, falar suave e se vestir bem. Jesus não precisa da sabedoria humana desses homens na sua Igreja Invisível, e nunca precisará, pois é Ele quem a governa.

ATENÇÃO julguem tudo o que é dito, o motivo, as intenções, os interesses escusos, e retenham somente o que é bom. Normalmente são esses "pastores" que levam multidões ao desfalecimento da fé, ao abandono da certeza em Cristo Jesus. São pastores perversos, como nuvens sem chuva, assim são no Reino de Deus, inúteis.

Achei muito oportuno a crítica de John MacArthur, no capítulo 7 do seu livro A Guerra Pela Verdade, cujo subitem intitula-se: "Como o Evangelismo se Transformou Em Tamanha Desordem?". Veja o que ele diz abaixo:
"Nestas duas últimas décadas ou mais, o movimento evangélico tem sido bombardeado com uma avalanche de idéias, filosofias e programas estranhos. Na história da igreja, tantas inovações jamais foram confrontadas com tão pouco discernimento crítico.
Oferecer uma resposta bíblica inteligente tem se tornado cada vez mais difícil. Classificar todas as tendências evangélicas e reconhecer quais dessas novidades representam, realmente, ameaças perigosas à saúde e à harmonia da igreja é, em si mesmo, um grande desafio. Responder, de modo eficaz, à grande miscelânea de erros que acompanham essas tendências é um dilema ainda maior. Às vezes, novos erros parecem multiplicar-se mais rapidamente do que podemos responder aos erros anteriores. Hoje, para alguém ser um soldado eficaz na batalha pela verdade várias virtudes antiquadas são absolutamente essenciais, semelhantes às de Cristo: discernimento bíblico, sabedoria, perseverança, habilidade em manejar as Escrituras, convicções fortes, capacidade de falar sinceramente, sem erros e disposição para batalhar, se necessário. Sejamos honestos: essas não são qualidades que o movimento evangélico contemporâneo tem cultivado. De fato, a realidade é o oposto. Considere os valores e motivos que levam os evangélicos pós-modernos a fazer aquilo que fazem. A maior parte do movimento de nossos dias está obcecada pelos índices de pesquisa de opinião pública, por marcas registradas, pesquisas de mercado, métodos de comercialização, estratégias inovadoras e crescimento numérico. Os evangélicos também se preocupam com questões tais como sua imagem diante do púlpito geral e do mundo acadêmico, sua influência na arena política, sua apresentação pela mídia e outras questões superficiais e egocêntricas. Manter uma imagem positiva tornou-se prioritário, em contraste com o preservar a verdade. A igreja com Propósito. Em algum momento da História, os evangélicos compraram a mentira de que a Grande Comissão é um mandato de marketing. Portanto, os maiores estrategistas para o crescimento da igreja hoje são, todos eles, pesquisadores de opinião pública ou gerentes de relações públicas. Nas palavras de Ricken Warren: 'Se você quiser fazer propaganda da sua igreja para os que estão fora, precisará aprender a pensar e falar como eles'.1 Um desfile interminável de especialistas em crescimento da igreja (como eles se chamam) tem repetido esse mesmo mantra durante várias décadas, e multidões de cristãos e líderes eclesiásticos aceitam agora essa idéia, sem julgá-la. Tanto a mensagem deles ao mundo quanto os meios de comunicá-la foram cuidadosamente ajustados pelos peritos em relacionamento com os consumidores, para se tornarem atraentes às mentes mundanas. Muitos líderes eclesiásticos mudaram radicalmente a maneira como vêem o evangelho. Em vez de encararem-no como uma mensagem da parte de Deus, uma mensagem que os cristãos são chamados a proclamar, como embaixadores de Cristo (sem corrompê-la ou mudá-la, de modo algum), agora tratam-na como uma comodidade a ser vendida no mercado. Em vez de pregarem com clareza a Palavra De Deus, de um modo que desencadeia o seu poder e a sua vida verdade, procuram desesperadamente camuflar a mensagem, para torná-la mais sutil e atraente ao mundo."

WOW! Que pedrada nos olhos!

Será que os pastores que usaram o livro "Uma Igreja com Propósitos" conseguem, se quer, imaginar a vastidão do estrago que causaram a tantas vidas, através das mentiras sutis de satanás, que estão embutidas naquele livro? Será que eles percebem que contribuíram para minar a mente dessas ovelhas de Cristo, colocando a apostasia em seus corações? Que responsabilidade, meu Deus amado! Você leu as palavras do Ricken Warren? Percebeu a mão do diabo nelas (propaganda, sua igreja, pensar e falar como os de fora)? Se não, por favor, me ligue e eu quero orar com você para que o Senhor lhe abra os olhos espirituais para ver a guerra que está sendo travado, agora mesmo, pela sua vida!

A mensagem que não se cala em meu coração, dita pelo Reinhard Bonnke quando tive a oportunidade de estar com ele foi: "Quer alcançar os resultados originais vividos pelos apóstolos no livro de Atos? Pregue a mensagem original. E nada mais." Mas por que querem trocar a mensagem original do Evangelho de Cristo? Quem lucra com isso? Só vejo um, o próprio diabo.

Se você ama a Jesus Cristo, tem cuidado pelas ovelhas do rebanho dEle, envie esse alerta para seus amigos e parentes. Não deixe de se posicionar pela Verdade de Cristo, pois você e eu seremos julgados por ela, pelo lado que defendemos.

É isso aí. Fique na paz.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

3 comentários:

  1. Muito bom este post tio. Gostei muito. Também analiso muito, e tenho posturas críticas. Sou taxado por liberal ou por rebelde. Mas que Deus continue a nos dar discernimento para continuar a caminhar com Jesus. Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Querido Gabrielzinho:
    Se nos posicionarmos como o apóstolo Judas, irmão de Jesus, nos adverte na epístola que escreveu, vamos permanecer firmes na Verdade e a Verdade é Cristo Jesus, somente. Que todo homem, com seu pensamento humano, seja anátema e Cristo Verdade. Amém e amém.
    Talvez tenha batido forte e sei que gostou porque sempre quando você defende algo acerca de alguma situação, aí no meio evangélico onde congrega, baseado na Bíblia, e quer orar primeiro para depois ver se é de Deus, é sempre criticado e por isso lhe acham radical.
    Mas você é precioso, num meio tão difícil hoje. Talvez por isso mesmo o E.S. tenha colocado em seu coração o ardor de ser pastor. Você sempre diz que quer cuidar das ovelhas. Creio que precisamos de mais gente nesse time Gabi, do que no time dos marqueteiros do evangelho. Vou orar para que você não se contamine ou se amolde a esse mundo ou a Igreja Professante de Cristo. Professa-O com seus lábios, mas seu coração está longe. Até mais e fique na paz do Amado.

    ResponderExcluir
  3. Estes lideres que estão atualmente pregando no Brasil, nenhum deles principalmente os que estão na mídia, pregam o verdadeiro evangelho de Cristo por não dar lucro e nem pagar seus imensos gastos, transformando assim em mentiroso aquele que se denomina (caminho, VERDADE e vida). Ora se Jesus disse :(É mais fácil um camelo passar pelo buraco da agulha do que um rico entrar no reino dos céus}, como poderia no seio da sua igreja mudar de opinião enriquecendo os pastores, e aos fieis?. como tornar as ovelhinhas dependente de atos: (correntes, fogueiras santas etc etc...)objetos: toalhinhas,medalhinhas etc etc...). Estas religiões pregam contra a verdade de Cristo. portanto são anti Cristo.

    ResponderExcluir