sexta-feira, 15 de maio de 2009

O MITO DO ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONAL – Parte III

A discussão apresentada na parte II desse mesmo tema, parou no versículo 7 de II Tessalonicenses 2, onde os defensores do arrebatamento pré-tribulação afirmam que é o Espírito Santo quem resiste o filho da perdição, pois o mistério da injustiça já está operante. Agora, nesta última parte, iremos aprender um pouco sobre o maravilhoso Espírito Santo de Jesus Cristo e se existem ainda duas vindas de Cristo por acontecer ou não.

Afinal, quem é o Santo Espírito? O Santo Espírito é Deus, certo? O que nós sabemos acerca de Deus? Deus é ONIPRESENTE; em todo o lugar ao mesmo tempo. Então, como Ele não vai estar aqui na terra? Existe algum lugar onde Deus não esteja? Então, todo esse conceito dos santos desaparecendo e o Espírito Santo “caindo fora” também, como isso funciona?

Sendo assim, esses que propagam essa mentira, querem que você acredite que existe um grupo de santos que vai ficar na terra, sem o Espírito Santo. O pior é que eles dizem que haverá conversões nesse período. Veja o que a sua Bíblia diz em João 16:8: “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.” Jesus está falando de quem aqui? Do Consolador, certo? Quem é o Consolador? Ele é o Espírito Santo de Deus.

Bom, se o Espírito Santo for embora como os defensores do arrebatamento pré-tribulacional afirmam, quem irá convencer as pessoas dos seus pecados para que se arrependam, se convertam e se tornem nos novos santos a serem arrebatados na “outra vinda” de Cristo? (Observação: é também necessário nessa concepção inventar uma nova vinda de Cristo para poder se encaixar na visão deles)

Veja, a Bíblia diz que “É da vontade de Deus que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade”. Isso está escrito em I Timóteo 2:3-4. ESSA É A ÚLTIMA CHANCE DO SER HUMANO, não deixe que satanás te engane!

A Bíblia diz que Deus tem 1 anjo pregando dos céus o evangelho eterno: “E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo”. (Apocalipse 14:6)

Deus terá 2 homens na terra com poderes sobrenaturais pregando o evangelho de forma profética: “E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco.” (Apocalipse 11:3)

Deus terá 144.000 homens judeus, cheios do Espírito Santo, pregando o evangelho: “E olhei, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai.” (Apocalipse 14:1) “E cantavam um como cântico novo diante do trono, e diante dos quatro animais e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra.” (Apocalipse 14:3)

Para que todo esse povo pregando o Evangelho de Cristo antes da volta do Senhor? Obviamente para que as pessoas sejam salvas. Mas, com a visão dos pré-tribulacionistas, o Espírito Santo será tirado, e como alguém se salvará? Consegue perceber agora que as peças do quebra-cabeça “inventado” por satanás não se encaixam? Satanás tem que usar uma mentira após a outra para cobrir a anterior.

Já ouvi também um grupo separatista entre os defensores do arrebatamento pré-tribulação (poderíamos chamá-los de zelotes do pré-arrebatamento) que dizem que nesse texto de II Tessalonicenses 2:7 realmente não é o Espírito Santo que está detendo a misteriosa maldade, mas é a cadeia e o anjo que estão detendo-a, conforme Apocalipse 20:1-2: “E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.”

E se for um anjo e não mais o Espírito Santo o que impede, qual a implicação disso? É que a teoria do arrebatamento secreto pré-tribulação perde mais um versículo para se apoiar e a situação para eles piora e muito.

O mais incrível de tudo é que esses defensores, não conseguem voltar ao texto de II Tessalonicenses e ler calmamente o versículo 3. Vamos ler juntos: “Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.”

É esse todo o contexto do capítulo de Tessalonicenses que estamos estudando, a volta do Senhor Jesus. Dois eventos têm que acontecer antes da volta de Cristo: 1. A apostasia; 2. O homem do pecado ser revelado.

E esses dois aspectos estão de acordo com o restante todo da Bíblia e com as próprias palavras de Jesus Cristo descritas em Mateus 24.

Um outro problema que os propagadores dessa mentira têm é que Jesus tem que vir duas vezes. Uma quando Jesus vier nas nuvens para o arrebatamento secreto pré-tribulação e depois ele virá novamente nas nuvens no final do mundo. Gostaria de saber se alguém aqui, que já tenha lido várias vezes a Bíblia, leu em alguma parte que Jesus vai voltar duas vezes?

Mateus 24 relata todos os acontecimentos que culminam exatamente com a tribulação. Não há nenhum indício de que Ele viria no intervalos desses dois eventos (tribulação e fim do mundo), e depois, após a tribulação daqueles dias, Ele voltaria nas nuvens. PRECISAMOS ACEITAR A PALAVRA DE DEUS!

Agora, alguém poderia citar o texto que está em Lucas 17:34-36: “Digo-vos que naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e outro será deixado. Duas estarão juntas, moendo; uma será tomada, e outra será deixada. Dois estarão no campo; um será tomado, o outro será deixado.” afirmando que isso mostra que seremos arrebatados na surdina e outros ficarão, confirmando o livro e filme hollywoodianos “Left Behind” (Deixados para trás).

Vamos aos detalhes desse texto de Lucas. Quando você lê toda a Bíblia, você aprende algo sobre a personalidade de Deus, seu caráter e como Ele lida com as situações. Ele não muda, nunca mudou e não mudará porque queremos. Alguns até mesmo acreditam que existem dois tipos de Deus, o maldoso do Velho Testamento e bonzinho do Novo Testamento. Não, meus amigos, só existe um Deus.

Toda vez que você ler o Velho Testamento e julgar que Deus foi maldoso quando fez algo que você não gostou muito, Ele, Deus, te dará uma explicação do motivo pelo qual Ele teve que fazer o que fez.

Você perceberá que toda vez que Deus fez um julgamento, aqueles que foram julgados e condenados foram removidos de cena. Os pecadores é que foram os separados e tirados do meio do seu povo. Você vai aprender essa conduta persistente, metódica, sistemática e consistente de Deus quando ler a Bíblia toda. Ele sempre agiu, age e agirá da mesma forma. Portanto, é o pecador que é tirado!

Bom, vamos passear sobre vários textos na Bíblia para ver se esse padrão de Deus existe e se o que eu estou afirmando acerca do caráter de Deus e da Palavra de Deus está correto.

A) Satanás no princípio, ele se rebela contra Deus, 1/3 dos anjos o apóiam. Deus permitiu que quem quisesse estar ao lado de satanás que ficasse com ele. O fato é que todos foram julgados, condenados e expulsos (tirados) dos céus.

B) Adão e Eva pecaram contra Deus. O Senhor foi até eles e perguntou: “Adão, o que você fez?” Adão não confessou. Deus foi até a Eva: “Eva, o que você fez?” Eva não confessou, colocou a culpa na cobra. Satanás já tinha sido julgado. O que aconteceu com Adão e Eva? Eles não confessaram o seu pecado, foram julgados e expulsos (tirados) do paraíso.

C) Caim e Abel. Caim cometeu um crime, matou o seu irmão. Deus vai até Caim: “Caim, onde está o seu irmão?” Caim não confessou. Caim foi julgado e expulso (tirado) da presença de Deus e de todos.

D) Noé e o dilúvio. Noé durante toda a construção da arca pregou para as pessoas, dando uma chance para que eles se arrependessem. Eles não se arrependeram. Deus fechou a arca por fora e trouxe o dilúvio. Portanto, os pecadores foram julgados, condenados e expulsos (tirados) da terra.

E) Sodoma e Gomorra. “Senhor, se eu puder encontrar 50, 40, 30, 20, 10. Senhor, se eu puder encontrar 10...”. “Está certo, se encontrar 10 eu não destruirei a cidade”. Não foi possível encontrar 10. O que Ele fez? Julgou a Sodoma e Gomorra, a condenou, a destruiu e (tirou) seus habitantes da face da terra, preservando aqueles que eram justos, a saber, Ló e suas duas filhas. Não tente afirmar que Deus tirou Ló e suas filhas do meio deles, pois quem foi tirado da terra foram os corruptos de Sodoma e Gomorra. Ló e suas filhas continuaram vivendo na terra.

F) O povo de Israel no Egito. “Deixe meu povo ir, deixe meu povo ir..”. Faraó não deixou. O que aconteceu? Deus julgou e matou todos os primogênitos, os tirando de sobre a face da terra, mas o seu povo ficou.

G) Israel chegando na terra prometida. Deus disse a eles: “Eu não estou lhes dando a terra porque vocês são bons, mas porque o povo que vive nessa terra eu lhes dei uma chance de se arrependerem e eles não se arrependeram.” E o que aconteceu? O pecador foi julgado, condenado e removido (tirado) da terra.

H) Ananias e Safira. Eles prometeram vender a terra e dar uma parte para o ministério. Eles venderam e pegaram mais dinheiro do que imaginaram. Ficaram com a porção que não lhes cabia pela promessa. Eles foram perguntados: “É esse todo o dinheiro da propriedade vendida?” Ananias disse que era. O homem de Deus disse: “Por que motivo você mentiu para Deus?” O que aconteceu? O pecador foi (re)tirado dessa terra. Quando a sua esposa chegou, ela fez a mesma coisa. O que aconteceu com ela? A pecadora foi (re)tirada dessa terra.

Por toda a Bíblia esse padrão de Deus é consistente. Portanto, a mim parece que quando o homem peca, Deus se achega a ele com sua Palavra, se ele se recusar a escutá-la, então esse homem será julgado, condenado e retirado. O justo permanece e o pecador é removido (tirado).

Na proposição do arrebatamento pré-tribulação, é o justo que é retirado e o pecador permanece. Bom, é o nosso Deus o mesmo ontem, hoje e para todo o sempre? E quando você vê esse padrão por toda a Bíblia de que sempre o pecador é retirado e agora surge um novo padrão, uma nova doutrina, um novo vento de doutrina demoníaca para justificar uma invenção humana – ou diabólica - onde os justos são retirados da terra, isso não faz qualquer sentido para uma mente, no mínimo, questionadora.

Nem mesmos os versículos bíblicos apóiam o ponto de vista dos defensores dessa doutrina maluca. Eles inventam uma nova classe de cristãos, um novo tipo de salvação sem o Espírito Santo, um Jesus Cristo voltando duas vezes. Existe um buraco enorme, aliás, um buraco negro – de quem seriam essas trevas? - nesse ensinamento todo.
E que tal isso: “Dois no campo, um é retirado e o outro deixado”. Se o padrão que Deus quis mostrar em toda a Bíblia está correto, quem será tirado? O pecador é retirado!

Mateus 24:45-51: “Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim. Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens. Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá; e começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios, virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe, e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.”

Incrível, mas novamente as Escrituras nos fazem entender que é o pecador que será removido no final, e não o justo. O justo irá permanecer na terra até o final, daí o Senhor vai nos levar até as nuvens, e julgar este mundo de uma vez por todas porque até esse ponto Ele, Deus, usou de todas as maneiras que já foram citadas para fazer com que os homens se arrependessem e viessem para o conhecimento de Cristo para salvação eterna. Não há mais desculpas. O que Deus irá fazer?

O próprio Jesus Cristo morre na cruz do calvário, mas isso não foi o suficiente para o homem. O ser humano consegue recusar toda a ajuda da mão de Deus para sua própria salvação. O que Deus terá que fazer para que seja justo ao seu próprio caráter?
Leia Mateus 13:30: “Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.” Quem foi removido? Foi o justo ou o pecador?

Medite nessas palavras do salmista: 1)"Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra." (Salmo 37:9); 2)"Porque aqueles que ele abençoa herdarão a terra, e aqueles que forem por ele amaldiçoados serão desarraigados." (Salmo 37:22); 3) "Porque o Senhor ama o juízo e não desampara os seus santos; eles são preservados para sempre; mas a semente dos ímpios será desarraigada." (Salmo 37:28); 4) "Os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre." (Salmo 37:29); 5) "Espera no Senhor, e guarda o seu caminho, e te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem desarraigados." (Salmo 37:34). O que lhe parece? A mim ficou bem claro quem será arrancado e tirado. E para você?

Você consegue perceber que satanás fez um trocadilho e fez entrar de forma sutil na igreja evangélica essa mentira do arrebatamento pré-tribulacional?

Você pode me perguntar: “Mas Éber, por que isso é tão importante? Deixe para lá, não somos chamados para resolver essa briga de líderes da igreja.” Se você não foi chamado para ser um Atalaia, eu fui.

O fato é que as pessoas estão sendo enganadas e esperando que quando o Anticristo se revelar, Jesus vai chamá-las para as nuvens para protegê-las e nada de mal vai acontecer. Qual será a decepção se Jesus não voltar nesse período e as pessoas se derem conta que foram enganadas o tempo todo! “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8).

Ainda alguns vão dizer: “Irmão, você não entende, nós não fomos chamados para a ira de Deus!” e citam o texto de I Tessalonicenses 5:9: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo.”

Bem, de qual ira você está falando? Duas iras irão acontecer até o último dia. A ira de Deus, sendo derramada sobre esse mundo pecador e a ira de satanás. A Bíblia diz em Apocalipse 12:12: “Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.”

Veja então, você tem a ira de Deus sendo colocada sobre o pecador e você tem a satanás colocando toda sua grande ira sobre o povo de Deus, amaldiçoando-os através do sistema do Anticristo. Mas, no final, os crentes irão prevalecer pelo sangue do Cordeiro, pela palavra do nosso testemunho. Muitos cristãos serão mortos, como está escrito nos livros de Mateus e Apocalipse.

Como um Atalaia de Deus, creio que já é tempo para que aqueles que são do Senhor (quem tem ouvidos para ouvir, ouça) encarem esse assunto seriamente. Se nós vamos ficar aqui para esse tempo de tribulação, é melhor começarmos a nos preparar, até mesmo psicologicamente, de que os tempos que estão por vir sobre a face da terra, serão terrivelmente negros para os cristãos verdadeiros; para nós.

E se você não estiver preparado mentalmente, principalmente, decorando a Palavra de Deus, você vai acabar em sérios problemas.

Prepare-se espiritualmente determinando no seu coração: “Eu vou seguir a Palavra de Deus, não o que os homens estão pregando por aí; uma versão aguada do Evangelho de Jesus Cristo”. Os cristãos precisam entender que é necessário nos unirmos para podermos passar por esses dias que estão a nossa porta e parar de brincar de igreja com tantas doutrinas, inúmeros preceitos, a tal ponto de termos tantas restrições quanto no judaísmo e nos diferirmos do catolicismo somente por não adorarmos imagens de escultura. Então, pelo visto, e se isso tudo é verdade, estamos muito mal!

Tudo o que satanás tem é porque lhe foi dado. Veja Apocalipse 13:5-7: “E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação.

Pegou essa última parte? “E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los.” Entendeu ou precisa desenhar?

Muitos de nós cristãos, vamos morrer durante esse tempo. “Mas para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” disse o apóstolo Paulo. Se você tem medo de morrer, é bom se achegar ao Senhor Jesus Cristo.

Ainda outro texto na Bíblia nos mostra que os cristãos estarão aqui no tempo da tribulação e que iremos sofrer. Esse texto se encontra em Daniel 7:21. Nessa passagem Daniel está falando do Anticristo e o seu reino. Veja: “Eu olhava, e eis que este chifre fazia guerra contra os santos, e prevaleceu contra eles. Até que veio o ancião de dias, e fez justiça aos santos do Altíssimo; e chegou o tempo em que os santos possuíram o reino.”

Novamente aqui nós temos os santos sendo perseguidos até que o Senhor venha. Não diz nada que Ele vem para nos arrebatar secretamente e depois volta novamente após o período da tribulação.

Se você crê na Palavra de Deus, então esse tempo está por chegar e é melhor você começar a se preparar. Nós poderemos fazer uma coisa para Ele nos preservar: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos.” (II Crônicas 7:14a)

Deus aqui não está falando para o mundo, para aqueles que não o conhecem. Mas Ele também está falando a nós; você e eu. Só então, “eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (II Crônicas 7:14b)

Para concluir, com relação ao ARREBATAMENTO guarde essas palavras de Jesus no seu coração: "Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. (Mateus 24:30) Devemos levar a sério a ordem de Jesus "Tomem cuidado" (Mateus 24:4), mas também devemos mantê-la na perspectiva correta. Jesus desejava que estivéssemos preparados, mas não apreensivos.

Amém. Fique na paz do Amado.


Escrito e publicado por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário