quarta-feira, 5 de junho de 2013

UM CLAMOR DA MADRUGADA - MAIS PERTO DE DEUS, POR DARIN HUFFORD

Se você ainda não leu o livro Mais Perto de Deus escrito por Darin Hufford, deve ir até uma livraria e comprá-lo, sem falta. Em momentos esse livro soa como música para o coração. Algumas verdades são duras, mas depois do momentâneo desconforto, uma paz invade o coração porque a Verdade de Cristo está dissecada com o olhar de alguém que profundamente anseia comunhão com o Pai Celeste.

Segue um trecho abaixo:

"É por isso que a maior parte dos cristãos nem lê a Bíblia! É natural evitarmos o contato com alguém que não amamos. Nossos reais sentimentos por Deus explicam por que tantos cristãos não oram mais do que cinco minutos por semana. Quem iria querer falar com Ele? Acredito que, por causa das mentiras que nos contaram a respeito de Deus (e parece que cada dia mais as igrejas tem se especializado em apenas inventar coisas a respeito de Deus e não pregar a genuína Palavra dEle- comentário deste blogueiro), é praticamente impossível amá-Lo de verdade. Ele é assustador. Ele vira o rosto para nós. Ele afasta sua mão protetora de nós e permite que coisas ruins aconteçam na nossa vida (principalmente se você não for dizimista, ou seja, um cristão convertido ao judaísmo; porque quem dá dízimo é judeu; aliás nem os judeus dão mais o dízimo! - comentário deste bloguista)." 
 
Às vezes tenho nojo desse evangelho aporcalhado, nojento que escuto nas rádios e nas igrejas. Chega! Chega! Chega! Até quando os líderes enganarão as ovelhas de Cristo? Quem sairá às ruas clamando pela Verdade a ser pregada? Paro e escuto o silêncio da madrugada!
 
Depois que aceitamos a Jesus Cristo como nosso salvador, fomos transformados em filhos de Deus, certo? Está na Bíblia não está? Se tem dúvida, leia João 1:12. Você crê nisso de verdade? Do fundo do seu coração? Outra coisa, você já é pai? Tem filhos? Então seja confrontado com uma verdade que nunca lhe pregaram. Leia abaixo mais uma parte do livro:
 
"Você é capaz de me imaginar segurando meu filho de 9 meses nos braços e dizendo que jamais compartilharia minha glória com ele? E dizendo, com a voz cheia de amor, que se ele me desobedecesse eu iria cobri-lo de gasolina e depois atear fogo no corpo dele? Que tipo de pai eu seria se explicasse que ele precisava me dar 10% de tudo o que possuía, senão eu deixaria de protege-lo? E se eu dissesse a uma de minhas filhas que ela foi trazida à Terra para ser minha serva e escrava? Você pode me imaginar dizendo aos meus filhos que escrevi tudo sobre mim em um livro e que, amenos que eles o leiam todos os dias de sua vida, nunca vão me conhecer? Que pai iria criar propositalmente uma doença em um filho como castigo por desobediência? Que pai daria as costas ao filho no momento em que a criança cometesse um erro?"
 
Só entendi a verdade de quem é Deus Pai depois que me tornei paizinho do Pippo, meu querido filho Felipe, um lindo menino que tem 1 ano e 9 meses de quem que tenho o maior prazer em levantar todas as madrugadas, até várias vezes por noite, para cobri-lo e ver se ele descansa o sono gostoso da infância.

"Deus é sempre bondoso. A bondade do Senhor faz com que seu coração se comova sem ter que oferecer nada em troca. Ele não é generoso para manipulá-lo ou para que faça coisas para Ele. Ele é generoso, pois essa é simplesmente a sua natureza." ..."Deus é o ser mais bondoso que existe."
 
Se você foi enganado todos esses anos, décadas, com "mentiras", "falácias" pregadas do púlpito acerca de quem é Deus, o Pai Celeste, medite agora, fale com Ele, peça perdão por nunca tê-lo visto como um Pai querido, amado, cheio que bondade, amor e misericórdia por você. Chore e aninhe seu coração nos braços de quem muito anseia lhe cobrir nas madrugadas da vida.

Certamente de saber a verdade sobre Deus muda tudo. Amém
 
Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário