quarta-feira, 12 de junho de 2013

ISLAMISMO EM AVANÇO NO MUNDO - SERIA O ANTICRISTO?

Para aqueles que entendem a língua Inglesa, segue abaixo um vídeo sobre o radicalismo Islâmico.
 
Quem sabe conhece um pouco mais sobre o Islamismo, entende que ele não é apenas uma religião, mas sim um sistema de governo que tem sua base no Alcorão que prega uma dualidade clara: paz e ódio (se preciso for matar o infiel ao Islamismo, que assim seja feito). Assim como satanás é mentiroso, desde o princípio, ele se infiltrou em um sistema político, disfarçado atrás de uma religião para lutar contra os santos ao redor de todo o mundo, conforme Apocalipse 13:5-7 

Fundamentalismo islâmico é um termo ocidental utilizado para definir a ideologia política e religiosa fundamentalista que supostamente sustenta o Islão. De origem midiática, este termo define o Islão como, não apenas uma religião, mas um sistema que também governa os imperativos políticos, econômicos, culturais e sociais do estado, quebrando o paradigma de estados laicos, comum nesta parte do planeta. Um objetivo crucial do fundamentalismo islâmico, definido pelo ocidente, é a tomada de controle do Estado de forma a implementar o sistema islamista, ou seja, que abriga e coordena todos os aspectos sociais de uma sociedade através da sharia islâmica. (Fonte Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Fundamentalismo_isl%C3%A2mico)
 
Uma luta espiritual está sendo travada entre satanás (porque ele sabe que o seu tempo está curto) e o povo de Deus.
 
Poucos no Brasil realmente sabem o que tem acontecido com Israel, Líbano, Síria e outros países onde o Islamismo tem avançado para restabelecer o último reino que está por vir sobre a face da terra, segundo a visão de João em Apocalipse 13:1. Esse reino não é a Europa, nem os EUA, nem outra nação cristã qualquer, mas ele virá do oriente, com força subjugando a todos que puder para declararem lealdade a Allah. Quem não o fizer, sofrerá as últimas consequências; a morte. Eis a Jihad bradada nos quatro cantos da terra hoje!
 
A Irmandade Muçulmana é organização que foi fundada em 1928 por Hassan El-bama. Prega a volta ao islam tradicional, contra a “corrupção” ocidental. Tem seções no Egito (a sede do negócio), Síria, Iraque, Palestina, e vários outros países islâmicos. O Hamas (braço armado do movimento radical muçulmano que se esconde atrás de uma entidade filantrópica árabe) é um braço da Irmandade. Outra braço é o Al-Qaeda (grupo altamente terrorista, chamado de Alicerce). Apesar da Irmandade Muçulmana não defender a violência como tática principal de islamização da sociedade no mundo, proclama-se reformista, porém tolera a violência que é aceita nos territórios ocupados, como Palestina, Iraque, e, enfim, Israel. E por que tolera? Porque é a Jihad! Em nome de Allah tudo é permitido.
 
Incrível, mas já se está discutindo nos EUA a aceitação e introdução da Sharia nos Estados Norte-Americanos, como forma de legislação - UM ABSURDO!
 
Lembre-se que o Islamismo não crê em Jesus Cristo como filho de Deus, não crê na Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) e prega que Allah não pode ser conhecido. E o credo Shahada diz assim: "Não existe deus mas Allah..." Para o Islamismo não existe deus algum mesmo mas apenas Allah que é um deus desconhecido a todos eles. Que deus seria esse que manda matar os judeus porque eles são macacos e porcos, conforme é ensinado nos países mulçumanos radicais? Por que esse ódio tão grande contra Israel. Não seria o ódio que o próprio satanás (agora nominando esse Allah) tem da semente da mulher que nasceu em Israel para redenção do mundo? Não seria um ódio do diabo contra o Senhor Jesus Cristo, "O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus."? (II Tessalonicenses 2:4)

Como afirma Shoebat: "Qual a única forma de regime político radical que se opõe contra a mulher? Não seriam as palavras determinadas por Deus desde o princípio: "Porei inimizade entre você ( satanás) e a mulher, entre a sua descendência e o descendente dela." (Gênesis 3:15)
 
Quem não crê em Jesus Cristo e nega que Ele é Deus?  "Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho." (1 João 2:22) Não seria esse Allah aquele que nega a Deus e o Filho?
 
Saiba mais sobre o assunto buscando esses nomes: Walid Shoebat (ex-combatente do OLP que se converteu ao cristianismo) e Brigitte Gabriel (libanesa cristã que fugiu do Líbano e se exilou nos EUA após perseguição radical aos Libaneses cristãos).
 
 
Escrito e publicado aqui por Éber Stevão
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário