terça-feira, 29 de maio de 2012

COMENTÁRIO DEIXADO NO BLOG SOBRE DÍZIMO...

Comentário deixado no blog de Eliseu Antonio Gomes que escreveu:

" Dízimo: assunto polêmico. Escrevi sobre ele colocando qual é a minha posição e o que tenho aprendido e presenciado em quase 30 anos de conversão ao Senhor. Sua opinião é bem-vinda. Tenho interesse em saber o que pensa e convido você a ler e comentar. Dízimo no judaísmo e na igreja cristã http://belverede.blogspot.com.br/2012/05/dizimo-judaismo-igreja-crista.html "
Meu comentário:
"Prezado Eliseu,
Achei seu texto sobre o dízimo literalmente em cima do muro. Pareceu-me que você não é nem inteiramente Velho Testamento, tampouco Novo. Está mais ou menos entre maldição e Graça. Quiçá se defina por um!
Seu ponto de vista é igual aqueles que aparecem quando surge uma discussão ou briga "os deixa disso!"
Seu texto é taxativo e discriminatório, pois acusa aos anti-dizimistas de serem ateus. Ao mesmo tempo, tenta ser conciliador na questão de quem deve dar ou não dar o dízimo. Quem dá tudo bem, quem não dá tudo bem.
Sinceramente, gostaria que tivesse uma posição mais bíblica do tipo "sim, sim, não não". Aconselho que saia de cima do muro!
Sou anti-dizimista sim, prego contra o dízimo e não sou ateu nem anti-cristão. Quem quiser saber sobre minha posição radical contra o dízimo é só procurar no meu blog http://www.tempodagracadedeus.com.br/ sobre o mesmo assunto.
Literalmente desmonto todos os seus argumentos do motivo de se dar o dízimo. Lei é Lei, Graça é Graça, e Jesus Cristo é o término da Lei. Também já escrevi sobre isso. Sinceramente, não suporte os defensores do dízimo cristão. Você pode chamar de qualquer coisa ao dinheiro que é ofertado nas igrejas, menos de dízimo. Não confunda os termos. Dízimo é Lei, Velho Testamento, Moisés, farisaico. Jesus Cristo nunca pregou sobre o tema, "Graças a Deus", no sentido literal. Tampouco o pregou Paulo, ou Pedro, ou Tiago, ou João; nem ninguém pregou sobre isso no Novo Testamento.
Que Deus lhe abençoe e abra sua visão com relação a esse tema. Não tenha medo de desagradar alguém, você só precisa agradar a Deus e ninguém mais. O que não é aceitável é você tentar ficar amigo dos 2 lados como o fez no seu texto. Isso não dá certo e não acontecerá, porque são paradigmas diametralmente opostos.
É isso aí. Fique na paz.
Éber Stevão.

3 comentários:

  1. Como eu sempre disse a Lei e os profetas duraram até João...isso já me deu problema!!!rsrsr
    Se querem dízimo, porque não guardam o sábado, sacrificam animais e refutam a Jesus como Cristo e Ressurreto!!!
    Pensamento meu, estou errado?...se fizerem isso, podem cobrar o dízimo a título de doação, para sustentar os levitas e a tenda e os sacerdotes...........
    Paz

    ResponderExcluir
  2. parabens Eder,continua nesta tua força...

    ass. Alberto Dutra

    ResponderExcluir
  3. Olha, eu confesso que sou os do que estão em cima do muro. Se der, amém. Se não der, amém. É que Abraão deu o dizimo. e Abraão era da lei? Não foi ele o primeiro a dar? Perdoe-me a ignorância e me ajude nesta questão.
    Abraços

    ResponderExcluir