quinta-feira, 19 de abril de 2012

UMA SÉRIE DE ALERTAS ACERCA DA VOLTA DE CRISTO - PARTE II


Essa postagem é continuação acerca do alerta sobre a proximidade da Grande Tribulação que virá sobre a face da terra nos dias que antecedem a volta de Jesus Cristo. Leia com atenção e medite. Depois, ore a Deus e descanse seu coração na promessa do Senhor Jesus de que ele voltará para aqueles que são seus.

5. A marca da besta - o código 666

Na história, a Igreja sempre prosperou em períodos de perseguição, porque é a época quando os fiéis são separados dos infiéis, os servos dos seguidores, o trigo do joio. Segundo o livro do Apocalipse, o Anticristo obrigará a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receber a marca na mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender a menos que tenha a marca, "o nome da besta ou o número do seu nome." (Apocalipse 13:16-17) É muito possível que essa "marca" represente um tipo de biochip (ou futura biotecnologia) implantado igual aos utilizados para realizar o rastreamento de animais (cachorros, leões da montanha, ursos, baleias).

A expressão “ou” do texto bíblico “na mão direita ou sobre a fronte” não quer dizer dúvida, como se João estivesse incerto acerca do que viu e ouviu, mas creio que sejam os dois lugares onde as pessoas poderão escolher para serem marcados ou até mesmo uma segunda opção para aqueles que não possuírem o membro superior direito.

Como forma de adoração ao Anticristo a pessoa deverá aceitar o implante do microchip como uma forma de submissão ao sistema por ele imposto. Além de Sadraque, Mesaque e Abedenego terem se negado a adorar a estátua de ouro de Nabucodonosor, eles estavam dispostos a serem lançados na fornalha de fogo ardente. Leia o capítulo teceiro do livro de Daniel. Muitos "cristãos-evangélicos" no mundo moderno que estamos vivendo, não pensariam duas vezes em receber a "marca" do Anticristo. Simplesmente irão racionalizar que isso será uma inconveniência momentânea pela qual todos terão que passar. No fim, o que importa? Pensarão, o arrebatamento ainda não aconteceu mesmo, então isso ainda não pode ser a "marca" da besta, é somente uma "conveniência" tecnológica. Fique alerta!

Apocalipse 14:9-12 argumenta que aceitar a marca é um assunto sério. "Se alguém adora a besta e a sua imagem e receber a sua marca na testa ou na mão, também beberá do vinho do furor de Deus que foi derramado sem mistura no cálice da sua ira. Será ainda atormentado com enxofre ardente na presença dos santos anjos e do Cordeiro, e a fumaça do tormento de tais pessoas sobe para todo o sempre. Para todos os que adoram a besta e a sua imagem, e para quem recebe a marca do seu nome, não há descanso de dia nem de noite. Aqui está a perseverança dos santos que obedecem aos mandamentos de Deus e permanecem fieis a Jesus."

Paulo admoesta a Igreja assim: “Portanto, irmãos, permaneçam firmes e apeguem-se às tradições que lhes foram ensinadas, quer de viva voz, quer por carta nossa." (II Tessalonicenses 2:15) Perceba que Paulo não pede para que os irmãos permaneçam fiéis às tradições judaicas, mas sim àqueles que ele ensinou pessoalmente ou pela escrita.

II Tessalonicenses 2:13: “Mas nós devemos sempre dar graças a Deus por vocês, irmãos amados pelo Senhor, porque desde o princípio Deus os escolheu para serem salvos mediante a obra santificadora do Espírito e a fé na verdade. Aqueles que permanecem firmes em tempos difíceis e creem em Cristo são cobertos por seu sangue e tem a salvação eterna."

6. Qual evento acontecerá como um “Ladrão na noite?”

Para responder a essa pergunta tudo o que temos que fazer é ler 1 Tessalonicenses 4:14-18: “Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trata, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram. Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nos, os que estivemos vivos, os que ficarmos ate a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem. Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descera dos céus, e os mortos em Cristo receptarão primeiro. Depois nós, os que estivermos vives seremos levados com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. Consolem-se uns aos outros com essas palavras”. 

Porquanto ocorrerá a) A ressurreição física dos mortos e b) Um remover, uma retirada, um arrebatamento ocorrerá no "dia do Senhor", que virá como” um ladrão à noite”. Virá num tempo quando haverá uma falsa paz. Não está claro se será uma falsa paz no Oriente Médio ou uma paz mundial. A linguagem usada diz-nos que estamos vivos e permaneceremos até a vinda do Senhor pode ser um indicativo para aqueles que estão vivos e sobreviveram à tribulação; o remanescente.

A vinda do Filho do Homem será como nos dias de Noé quando Noé e sua família foram retirados antes do dilúvio e o resto  acabou em uma tumba de água. Jesus faz a analogia em Mateus 24:38 sobre os "dias de Noé" pouco antes do dilúvio. As pessoas comiam, bebiam, se casavam e se davam em casamento. Em outras palavras, procediam normalmente, exceto que nos dias de Noé havia muita maldade. "Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração; então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. Disse o Senhor: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus, porque me arrependo de havê-los feito." (Gênesis 6:5-7).

Da mesma forma antes da Grande Tribulação (..."Porque aqueles dias serão de tamanha tribulação como nunca houve desde o principio do mundo, que Deus criou, até agora e nunca jamais haverá." Marcos 13:19) homens e mulheres se tornarão extremamente degenerados e maus. Com relação ao tempo exato em que isso ocorrerá Jesus disse: “Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho senão o Pai." ( Marcos 13:32).


A ser continuado na parte III.
Postado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário