domingo, 18 de março de 2012

DOUTRINA PRÉ-TRIBULACIONISTA E REVELAÇÃO PÓS-TRIBULACIONISTA - DIFERENÇAS BÁSICAS

Um dos maiores defensores da doutrina pré-tribulacionistas é Lindsey Hal, considerado pelo New York Times o profeta Jeremias dos nossos tempos. Todos os pré-tribulacionistas tem a Hal Lindsey (http://www.hallindsey.com/) como um papa no assunto bíblico-profético. Mas saiba uma pouco mais sobre as profecias e escritos dele.

Uma das primeiras previsões de Lindsey foi que a Guerra Fria continuaria indefinidamente e que possuía um significado escatológico para isso. Ele identificou explicitamente que a Rússia era a figura apocalíptica de Gogue. Ele também declarou que a contra-cultura dos anos de 1960 seria a cultura dominante e seria a fonte da tão profetizada biblicamente "imoralidade" que levaria para o estabelecimento da falsa religião.

Imoral é esse sujeitinho Hal Lindsey com suas falsas profecias! Veja as próximas.

Ele escreveu o livro "Os anos 1980: Contagem Regressiva para O Armagedon". Escreveu que a batalha do Armagedon aconteceria não muito distante no futuro e declarou "a década de 1980 pode muito bem ser a última década da história"  e os EUA poderiam ser "destruídos de surpresa por uma ataque nuclear soviético". Esse livro sugere fortemente que os anos de 1980 seriam aqueles nos quais os eventos bíblicos da tribulação e do final dos tempos aconteceriam. O livro foi rapidamente retirada de publicação no início dos anos 90 devido ao fracasso das previsões apocalípticas de Lindsey que, obviamente, não se cumpriram.

Se os evangélicos seguissem as Leis do Velho Testamento, e graças a Deus que não, teríamos que apedrejar esse falso profeta. O curioso é que a comunidade evangélica tolera e aceita uma pessoa como ele.

Outro livro desse falso profeta intitulado "Planeta Terra - Ano 2000 A.D." foi publicado no início dos anos 90, talvez para tentar esconder o fiasco que fez, declarou abertamente que os Cristãos não deveriam planejar para depois do ano 2000, pois não estariam mais aqui.

O cara pirou mesmo, deve ser um fumador de maconha, só pode para ter essas alucinações. E os evangélicos comprando os livros desse retardado mental, paranoico que só tem a intenção de ganhar dinheiro em cima dos crentes otários!

Incrivelmente, os pré-tribulacionistas se apóiam primeiramente em visões, profecias não bíblicas para defender essa visão deturpada da volta do Senhor Jesus Cristo. Para não ficar tão escancarado a falsidade que é, os pré-tribulacionistas depois utilizam alguns versículos bíblicos, os distorcem, tiram dos seus contextos para darem apoio às suas pirações.



Já os pós-tribulacionistas não usam livro nem profecia de pessoa alguma, a não ser os textos bíblicos que estão contido somente dentro da Palavra de Deus. Você notará essa diferença abaixo.

Lindsey afirma que: “Algum dia, um dia que apenas Deus sabe qual é, Jesus Cristo virá para levar embora aqueles que creem nele. Ele virá para encontrar os verdadeiros crentes no ar... Será o final vivo. A viagem suprema.” (Lindsey, 1970. pg. 126)

Ele disse: “... nós acreditamos que a Bíblia distingue entre o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo e .... eles não acontecerão simultaneamente.” (lbid.)

De acordo com os pré-tribulacionistas não há apenas uma segunda vinda de Cristo, há uma segunda e uma terceira (e, na verdade, até uma quarta). A próxima vez que Jesus vier, dizem os pré-tribulacionistas, ele secretamente “arrebatará” os verdadeiros crentes. Ele ressuscitará os justos mortos. Mas os descrentes e os mortos perdidos permanecerão.

A palavra bíblica que os pré-tribulacionistas se apóiam é o termo arrebatado ou arrebatamento. Esse termo é derivado da versão Vulgata Latina de 1 Tessalonicenses 4:17 onde aparece a expressão “arrebatados”. É daí que parte a ideia de que os cristãos vivos na época da vinda de Cristo serão trasladados e arrebatados para encontrarem o Senhor no ar (Walvoord, 1959. pg. 248).

A doutrina pré-tribulacionista do arrebatamento tem seis partes básicas:
1) A “segunda vinda” de Cristo é diferente de, e vem após, o “arrebatamento”: “... nós acreditamos que a Bíblia distingue entre o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo e .... eles não acontecerão simultaneamente” (Lindsey, 1980. pg. 131).
2) O arrebatamento será secreto: “...no arrebatamento, apenas os cristãos o verão - é um mistério, um segredo. Quando os crentes vivos são levados, o mundo será mistificado” (Ibid., 131).
3) Apenas os justos serão ressuscitados na época do arrebatamento: os injustos serão ressuscitados no final “do milênio” (Ibid., 130-31).
4) A igreja estará no céu por um período de sete anos (durante a Grande Tribulação): “ ...sua presença durante este período dos últimos sete anos na história depende completamente de você” (Ibid., 127).
5) Os acontecimentos na terra continuarão: “Estes crentes serão removidos da terra antes da Grande Tribulação — antes daquele período da mais terrível pestilência, matança e fome que o mundo jamais conheceu” (lbid., 131).
6) Muitos serão levados a Cristo após tudo isso: “Nós precisamos entender que durante a Tribulação de sete anos haverá pessoas que se tornarão crentes naquela época” (Ibid., 132).

Agora, vamos ver o que a Palavra de Deus diz.

A Bíblia usa as palavras “arrebatados” (harpazo), “vinda” (parousia) e “manifestação” (epiphaneia), de modo trocável, para descrever a segunda vinda de Cristo. Jesus na sua volta destruirá o iníquo “pela manifestação (epiphaneia) de sua vinda (parousia)” (2 Tessalonicenses 2:8). Nesta “vinda” (parousia) se dará também o arrebatamento dos santos (1 Tessalonicenses 4:15,17). Jesus não voltará uma terceira e quarta vez; há apenas a Segunda Vinda dEle. Nesses acontecimentos, os cristãos sendo arrebatados e a segunda vinda de Cristo, não serão separados por 1007 anos (a “Grande Tribulação de sete anos seguida pelo reinado de 1000), como os pré-tribulacionistas afirmam, mas ambos acontecerão ao mesmo tempo.

Quando Jesus voltar para os seus, Ele não será secretamente. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”  (1 Tessalonicenses 4:16).

Não haverá um período de 1007 anos entre a ressurreição dos justos e a ressurreição dos injustos. Todos os mortos serão ressuscitados ao mesmo tempo. “Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo”  (João 5:28-29).

Os cristãos não vão ficar com o Senhor e depois voltar para a terra por mil anos. Vamos deixar esta terra para sempre quando ele voltar. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor”  (1 Tessalonicenses 4:16-17).

A palavra “assim” é um advérbio que significa “nesta maneira”. Desta maneira, no ar “estaremos para sempre com o Senhor”, não diz que por apenas sete anos estaremos com o Senhor.

Na sua vinda (parousia) a terra e o universo serão desfeitos (destruídos), conforme 1 Coríntios 15:20-24,50-54 e 2 Pedro 3:1-12 e não haverá uma segunda chance para ser salvo, pois na sua vinda todos serão julgados e receberão a eternidade no céu ou no inferno (Mateus 25:31-46).

A Bíblia não ensina a doutrina do pré-tribulacionista do “arrebatamento”. Esta doutrina alimenta a esperança falsa de uma segunda chance depois da volta de Jesus. É uma parte integrante do sistema falso e materialista do pré-tribulacionismo. Quando Cristo voltar, este mundo chegará ao fim, os salvos que tiverem seus nomes do livro da vida, estarão eternamente com Jesus e os não salvos serão julgados. A eternidade começará exatamente aí.

Guardem esse texto em seus corações: “Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão”  (2 Pedro 3:11-12).

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Lindsey, Hal. The Late Great Planet Earth. 1980. http://en.wikipedia.org/wiki/Hal_Lindsey
Walvoord, John F. The Millennial Kingdom: A Basic Text in Premillennial Theology. 1959. 400 pg.

A doutrina pré-tribulacionista está calcada em uma falsa profecia proclamada por um dos membros da Igreja Católica Apostólica - grupo liderado pelo eloquente pregador escocês Edward Irving que tinha como profetisa uma menina de 15 anos de idade chamada Margaret MacDonald. Na primavera de 1830, na cidade escocesa de Port Glasgow, Margaret recebeu uma profecia em que um grupo seleto de cristãos era arrebatado durante uma vinda secreta de Cristo. A profecia foi preservada na íntegra em uma obra entitulada Memoirs escrita pelo escocês Robert Nolton, uma testemunha ocular dos acontecimentos, que além de pastor era médico. Na sua obra, Nolton atesta que essa menina de 15 anos chamada Margaret foi a primeira pessoa a dividir a vinda de Cristo em duas etapas. Edward Irving continuou pregando a doutrina de um retorno secreto de Cristo.

Um comentário:

  1. muito bom e edificante este site,Deus te abençoe. irmão(a) há muitos anos eu fui engana com a doutrina do pré-tribulacionismo,mas quando passei estudar a fundo a bíblia,Deus me deu o entendimento na palavra dele,então cheguei uma conclusão, esta doutrina do pré-tribulacionismo.então sai dessa congregação (Assembléia de Deus missão),agora não sei aonde congregar,por que aqui em Carmópolis-se,os pastores só pregam essa doutrina falsa,não sei o que fazer,pois quando falo pra alguém,eles não acredita.eu era pré mas Deus me tirou desse engano,agora eu sou pós-tribulacionista.Eu quero ensinar,mas ficar difícil porque as pessoas só acreditam em pastores,PB,evangelista etc. sou Rosangela de se,Deus te abençoe. :D

    ResponderExcluir