terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

SILAS MALAFAIA, REALMENTE A CADA DIA TEM SIDO MAIS ENOJANTE OUVIR SUAS PREGAÇÕES!

Hoje tive a pachorra de escutar no rádio uma de suas pregações chamada "Davi, o homem segundo o coração de Deus".

É impressionante ver que a cada dia, suas pregações ficam mais ralas, debochadas, uma gritaria só (coisa de gente desequilibrada), fazendo chacotas de pastores e do meio evangélico para, quem sabe, ganhar popularidade com seus "fiéis" (isso mesmo, discípulos seus, porque de Cristo já são outros quinhentos) e fazer com que o povo dê risada a vontade em seus cultos e eventos.

Estou é cansado de líderes evangélicos como você que não acrescentam nada e tem uma verborréia enfadonha. São pregações cheias de psicologismo, racionalismo e pouquíssima exegese bíblica.

Engraçado, na dita pregação você afirmou que o seu povo, os fiéis da sua igreja, não ficam mais escandalizados quando ofertas são pedidas porque eles entenderam a liberalidade com que essa atitude deve ser feita. Engraçado você falar de dar oferta com alegria, liberalidade, segundo o que está proposto no coração de cada um, uma vez que você é um dos maiores defensores do dízimo e chega ao cúmulo de defender que Jesus também disse que o dízimo precisa ser dado. Esses trocadilhos são características de alguém que sabe usar muito bem as palavras para confundir o povo. O que falta mesmo é você ensinar que Jesus falou sobre não deixar de dar o dízimo "SOMENTE", mais uma vez, "SOMENTE" para os fariseus e não para os discípulos dele. Consegue entender a diferença? Não desvirtue o texto bíblico e nem coloque na boca de Jesus o que ele não disse! Fazer essa lambança (termo que você mesmo adora usar) teológica é bem coisa da sua característica mesmo!  

Outro aspecto da sua pregação no rádio foi criticar os pastores que pregam acerca de "uma pessoa que pode servir a Deus ou ao diabo", afirmando que esse que assim prega precisa rever sua teologia porque a Bíblia diz que é servir a Deus ou a Mamom! Nunca ouvi tanta besteria acumulada na mesma frase! Primeiro, o texto de servir a Deus ou a Mamom é aplicável quando o assunto é dinheiro. Segundo, existem aqueles que servem voluntariamente a Deus e aqueles que servem consciente ou inconscientemente a satanás, ou você não sabia disso meu caro pastor? Terceiro, não é "corrigir a teologia" e sim "corrigir a argumentação teológica", algo que é bem diferente.  

Uma coisa básica que você poderia começar ensinando, por exemplo, nessas suas pregações e que teria mais proveito, é o significado do termo "filhos de Israel" e "filhos de Jacó". Algo tão básico e que causa tanta confusão por causa de uma exegese para lá de péssima que os pastores/líderes evangélicos fazem e usam esses mesmos termos como aplicáveis ao povo de Cristo hoje. Primeiro, divida bem Velho Testamento do Novo, já é um bom começo. Isso se não for pedir muito para que você seja mestre no meio do povo de Deus!

Realmente, quem fala muito acaba falando um monte de besteira e me parece que isso é o que tem acontecido. Controle mais sua língua, pregue mais a Bíblia, viva mais como cristão e pregue menos para crentes, ajude aos órfãos, cuide das viúvas e quem sabe alguém de fora do meio evangélico, com essa mudança de postura, possa ser ganho para Jesus Cristo. As atitudes falam sempre mais alto do que os sermões. Os sermões de Cristo Jesus tinham eveito porque ele vivia o que pregava.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário