quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A CORÉIA DO NORTE CHORA A MORTE DE KIM JON-IL

É impressionante ver como o homem pode venerar e adorar o seu próprio verdugo e torturador! 

Kim Jon-Il era filho de Kim Il-Sung. Desde o tempo de Kim Il-Sung as pessoas na Coréia do Norte não podiam falar livremente. Piorou durante o regime de seu filho Jon-Il. Ninguém podia, e continuam não podendo, falar e pensar livremente. Não possuem liberdade religiosa, tampouco ideológica.
 
Aquele pobre povo é obrigado a ter seu legislador como um deus. Suas condutas são todas monitoradas por um governo tirano.

Estarei viajando no início de janeiro para a Coréia do Sul, Seoul que fica tão somente 70 km da Coréia do Norte. Perguntarei diretamente a muitos no país irmão-livre o que eles pensam dos choros e lamentos em forma de histéria mostrados pela televisão estatal da Coréia do Norte. Será algo interessante de vivenciar.

Ver essa comoção toda que foi divulgada é o mesmo que o mundo inteiro assistisse pasmo o choro de Israel pela morte de Adolf Hitler!

Que surja uma revolução incentivada por seus co-patrícios sul-coreanos.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão  

Nenhum comentário:

Postar um comentário