segunda-feira, 9 de agosto de 2010

FICANDO AO LADO DA PALAVRA DE DEUS

Recebi esta semana um texto que dizia assim:
“O peitoral do sacerdote era pindurado no éfode (veste) através de argolas de ouro. Ele tinha 12 pedras e cada uma representava uma tribo de Israel. Isso simbolizava o papel do sumo sacerdote como um intercessor pelas tribos de Israel diante de Deus. Alguns acreditavam que as pedras ficavam individualmente iluminadas quando Deus tinha uma mensagem para uma tribo em particular. Assim também um homem de Deus carrega no seu peito o peso das pessoas continuamente. Êxodo 39:8”

A pessoa que escreveu o texto acima é um pastor evangélico e envia meditações diárias a várias pessoas. É um homem de Deus (até que se prove o contrário). Certamente é alguém que quer abençoar vidas, porém fez uma exegese do texto bíblico mais com uma ênfase racional do que permitindo que o Espírito Santo revelasse a passagem de Êxodo 39:8.

Além disso, ele traz à baila uma crença herética, originada no meio cabalístico (QBLH - corrente mística do judaísmo) acerca das pedras serem iluminadas quando Deus tinha uma mensagem em especial para uma tribo, credo esse que nenhum cristão atual deve, se quer, cogitar que era assim que Deus falava com o sumo sacerdote daquela época. Essa é uma expeculação sem nexo, descabida e que dá margem a novas heresias. Já temos muitas circulando no meio evangélico!

A conclusão da meditação é falsa, pois nós, hoje, temos um Sumo Sacerdote da ordem de Melquisedeque que carregou sobre si nossos pecados, como está muito bem orientado em Hebreus 2:17, 3:1 e 4:14. Esse Sumo Sacerdote é Jesus Cristo de Nazaré. O nosso Jesus é o bom pastor, o Pastor Supremo (João 10:11 e 1 Pedro 5:4), Rei (Atos 2:29-36 e Apocalipse 19:16), profeta (Deuteronômio 18:17-19, Atos 3:22-23 e Lucas 13:33), Mediador (Hebreus 8:6) e Salvador (Efésios 5:23). Dessas funções, talvez, a mais completa descrição de Jesus Cristo, com respeito a sua obra redentora, seja a de Sumo Sacerdote carregando sobre si o peso dos seres humanos.

Nenhum ser humano pode se encaixar aqui, nem mesmo o pastor mais dedicado ou o papa que se diz mediador entre Deus e os homens. Nem mesmo cabe aquilo que os padres católicos querem afirmar que “não há fruto da salvação que não tenha a intermediação da Virgem Maria”.

Estou julgando esse pastor? De forma alguma. Estou apenas firmando meus valores e conceitos na Palavra de Deus e desapoiando ideários humanos. Seja sempre o homem com suas elucubrações espirituais anátema e Deus, na sua Palavra, verdadeiro! Amém e amém.

É isso aí.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário