segunda-feira, 26 de julho de 2010

A HERESIA DO ARREBATAMENTO PRÉ TRIBULAÇÃO

Jesus disse: "Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro." Isso está escrito em Mateus 25:3.

Sei que Deus me levantou como um atalaia da última hora a fim de alertar o povo de Deus que a volta do seu Filho Unigênito (e não único) está próxima. Porém, biblicamente o anticristo há de vir antes. O triste? É que a igreja evangélica, na sua quase totalidade, não está ligando para isso. Raramente se ouve um pastor pregar “Maranata, ora vem Senhor Jesus”. Pelo contrário, ouve-se: “Aguenta firme Jesus, não vem agora não, que a minha igreja está crescendo, se multiplicando e meu ministério está ficando muito rico”.

Deus fala a Jeremias: "Também pus atalaias sobre vós, dizendo: Estai atentos ao som da trombeta; mas dizem: não escrutaremos." (Jeremias 6:17)

Infelizmente, por causa dos pastores não pregarem a Palavra de Deus, muitos evangélicos acreditam que a igreja não passará pela grande tribulação. A fim de sabermos o quão firmes estão na Palavra de Deus, é tão simples perguntar: “Se você morrer antes de Jesus voltar, você vai ressuscitar em qual das ressurreições dos mortos, na primeira ou na segunda? A quase totalidade dos crentes vai dizer: “Na primeira, logicamente!”. Esse é o resultado do errôneo ensino do pré-tribulacionismo.

Bom se assim é para ser, como então, segundo Apocalipse 20:4-6, os que serão mortos por não adorarem a besta e rejeitarem a sua marca também ressuscitarão na primeira? Uma vez que é isso que nos ensina Apocalipse 20:4-6? Leia abaixo:
"E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos."

Pela firme pregação do apóstolo Paulo que diz em I Tessalonicenses 4:17 que a igreja de Cristo Jesus irá ao encontro dEle nas nuvens, e que os mortos em Cristo ressuscitarão, e juntos (não separados), iremos ao encontro do Senhor nos ares, uma vez sabedores que essa é a primeira ressurreição, como é que os servos que serão mortos por não adorarem a imagem da besta e não receberem a sua marca estarão também na primeira ressurreição? Estranho, pois para os pré-tribulacionistas, estes só seriam ressuscitados em uma outra ressurreição que não a primeira? Algo não bate!

Realmente, como diz o irmão André M. dos Santos do Rio de Janeiro, “a idéia absurda do pré-tribulacionismo consiste em que a igreja seria arrebatada invisivelmente no início do reinado do anticristo, e que após três anos e meio retornariam com Cristo, e aí sim os mortos da primeira ressurreição ressuscitariam, entre eles os que morreram por não adorarem a imagem da besta e rejeitarem a sua marca. Mas Paulo deixa claro em 1ª Tessalonicenses 4:17 que a igreja será arrebatada juntamente com os mortos ressuscitados, e que juntos irão ao encontro do Senhor.”

Portanto, vou deixar claro mais uma vez (já escrevi várias vezes aqui no blog), que não é possível separar o Arrebatamento da igreja de Jesus Cristo da Ressurreição dos santos. Essa é a Primeira Ressurreição, conforme nos ensina a Palavra de Deus. Caso o seu pastor esteja ensinando algo diferente disso, diga que ele precisa ler a Palavra de Deus, orar e pedir discernimento ao Espírito Santo de Jesus Cristo. Também, ore por ele e comece você a ensinar corretamente a Palavra de Deus aos seus irmãos em Cristo Jesus.

É isso aí. Está soada a trombeta!

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Um comentário:

  1. O ensino racional dispensacionalista, do qual faz parte a pré-tribulação, que prega a segunda vinda de Jesus antes da grande tribulação, foi inventado pelo teólogo, e falso profeta John Nelson Darby, (1800/1882). Esse ensino foi adotado por Cyrus Ingerson Scofield (1843/1921).
    Não resta a menor dúvida quanto à malignidade dos ensinamentos pré-tribulacionistas-dispensacionalistas, posto que, todos os seus muitos tentáculos doutrinários contenham desprezos às sagradas escrituras.
    Infelizmente essas filosofias teológicas têm sido amplamente aceitas em quase todas as igrejas evangélicas. Alguns adotaram essas doutrinas por não conhecerem a verdade sobre essas doutrinas malignas, por isso acham que DISPENSAÇÃO E PRÉ-TRIBULAÇÃO é o “mais certo”.
    Muitos evangélicos esquecem que frente à bíblia NÃO EXISTE “O MAIS CERTO”, pois uma doutrina se é bíblica ELA É TOTALMENTE CERTA, É VERDADEIRAMENTE ESPIRITUAL.
    Se UMA DOUTRINA contém fermento HUMANO, OU DEMONÍACO, não é o mais certo, nem o menos certo, É SIMPLESMENTE ERRADA, HERÉTICA, IDÓLATRA, porque contém desrespeito à palavra de Deus.
    Para haver arrebatamento é necessário fazer a primeira ressurreição e a transformação dos salvos vivos. Para que isso tudo ocorra é necessário que Jesus venha à segunda vinda.

    Jesus não veria uma vez para fazer SOMENTE O ARREBATAMENTO, isso não existe na bíblia.

    O “dragão” leva o homem a desobedecer à palavra do Senhor desde o jardim do Éden. O inimigo usa as forças do mal, “as serpentes/os demônios”, para dissiminar suas doutrinas de demônios. Foi o que ele fez para levar Eva a abandonar a palavra do Senhor.

    Deus diz algo e o inimigo faz de Deus um mentiroso, ao apresentar outra palavra, como se Deus estivesse errado.

    Deus diz algo e o inimigo desdiz com outra palavra “boa para se comer e agradável aos olhos, desejável para dar entendimento” ai o homem toma do seu fruto, e come. Semelhante ao relatado em GENESIS 3:6.

    O inimigo também poderá usar outro ser humano, à semelhança de quando ele usou Eva com outra mensagem, para induzir Adão a desobedecer à palavra do Senhor.

    Em toda a bíblia, vemos Deus trazendo a sua profecia, a sua doutrina sobre algo, e vemos o inimigo interferir com seus ensinos malignos, contrários à palavra do Senhor.

    Independente do meio que o inimigo usar, o resultado é a condenação do homem que atender a voz do inimigo. O juizo vem sobre o homem por ter deixado a palavra do Senhor, por seguir doutrinas contrárias à palavra de Deus. Isso é o que ocorre com o ensino humano/demoníaco conhecido como DISPENSAÇÃO E PRÉ-TRIBULAÇÃO.

    Deus prescreveu tudo sobre a segunda vinda visível de Jesus, depois da grande tribulação, e o INIMIGO, usando homens, DISTORCEU TUDO com uma palavra agradável aos olhos humanos, uma palavra boa para se alimentar, palavra desejável para anunciar,... Do tipo: “A igreja não passaria pela grande tribulação”... Muitos correram após isso, abandonaram a doutrina do Senhor, e seguiram doutrinas maléficas.

    DIZER QUE A IGREJA NÃO ESTARÁ NA GRANDE TRIBULAÇÃO é algo agradável, alimenta o coração dos servos. NO ENTANTO, não é a verdade descrita na palavra do Senhor. Uma vinda às escondidas, e antes da grande tribulação, NÃO É O QUE O ESPIRITO DISSE à igreja.

    O RESULTADO DE PREGAR a doutrina dispensacional-pretribulacionista É A CONDENAÇÃO DOS SERVOS, PREGADORES DISSO, POSTO QUE Seja UM ACRÉSCIMO/SUPRESSÃO À PALAVRA DE DEUS. (Apoc.:22:18,19).MAIS DETALHES leia em: WWW.REVELACAODABIBLIA.COM.BR (ARREBATAMENTO SERA DEPOIS DA GRANDE TRIBULAÇÃO, O CORPO DE CRISTO O POVO DO SENHOR E SOMENTE UM, AS MUDANCAS NA PROFECIA DO APOCALIPSE FEITAS PELO ARREBATAMENTO PRETRIBULACIONAL).

    ResponderExcluir