sexta-feira, 21 de maio de 2010

"...MINHA CASA SERÁ CHAMADA CASA DE ORAÇÃO..."

É tempo da dolorosa pergunta: A Igreja ainda está viva?

Estamos no início deste século XXI e vemos que a cada nova geração há uma procura, em vão, por um organismo religioso que contenha a presença de Deus. E as igrejas evangélicas estão lutando absurdamente para mostrar na TV e pelo rádio que "aqui temos o milagre de Deus para você...", mas isso tudo não passa de um morto embalsamado.

Dentro das catedrais douradas, circundadas com vidro pintados, mobiliários suntuosos, existe uma múmia, a Igreja. Sua aparência é enganosamente atraente, com pompa e esplendor. As laterais estão repletas de fiéis de outrora, agora petrificados em forma de ídolos. Seus púlpitos, preenchidos com os fósseis dos grandes pregadores. Nas salas de ensino, o taxidermista deixou o homem extraordinariamente com a aparência santa de Deus, porém só a feição. Não existe pulso, não há sinais vitais.

E nas igrejas evangélicas, será que o povo foi enganado, mais uma vez, por mais uma religião da qual se professa?

Nos dias de Jesus Cristo, os discípulos do Filho Unigênito (e não único) de Deus, compartilhavam um ambiente de vida dinâmica. Em um mundo que tinha suportado séculos de rotina religiosa totalmente impotente, um verdadeiro doador da VIDA chegara. E com sua chegada, começou uma dramática metamorfose sobre o entendimento de quem é Deus, porque Jesus é o próprio Deus encarnado.

Jesus fez alterações da cena religiosa dos seus dias que foram completamente revolucionárias. Ele curou os doentes, levantou os mortos, libertou os oprimidos, deu esperança para o irremediável.

Será que a chamada Igreja do nosso tempo, pode reclamar para si o legado que Ele nos deixou?

“E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração. Mas vós a tendes convertido em covil de ladrões. E foram ter com ele ao templo, cegos, coxos, e Jesus os curou.” (Mateus 21:12-15)

Certamente que Jesus veio para os pequenos e necessitados e não para os gananciosos e aproveitadores da fé dos incautos e dos simples. Teve como missão ofertar-se a si mesmo para nossa salvação.

As igrejas deveriam se chamar Casa de Oração e não CNPJ Igreja Mundial, CNPJ Igreja Universal, CNPJ Igreja Missionária, CNPJ Igreja Batista, CNPJ Igreja Metodista, etc., nomes que criam tanta divisão no meio dos escolhidos e confunde a gregos e troianos.

Pense nisso!

Vá ao templo com o coração no Senhor. Não vá para ouvir o pastor que você gosta! Não fique fazendo muito da sua Igreja porque ela é composta de seres humanos falhos como todos somos e sem o Espírito de Deus, tudo lá não passa de uma múmia. Vá para adorar ao Senhor e louvá-lo. Não dê ouvidos aos cambistas e vendedores da fé. Leia a Bíblia e esteja onde a genuína Palavra de Deus é pregada. Se assim não for, caia fora, saia do meio da confusão.

Jesus breve voltará! Os sinais nos mostram que estamos no fim dos tempos.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão


3 comentários:

  1. Subject: "No princípio era o Verbo. E o Verbo era Deus."


    «A Minha casa será uma casa de oração»


    > Que a vossa bondade seja conhecida por todos. O Senhor está próximo.

    > Haverá ali uma estrada e um caminho que se chamará Via Sagrada
    > Os que o SENHOR libertar é que passarão por ela.
    > Então, a paz de Deus, que ultrapassa toda a inteligência, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.


    «Não exerçais violência sobre ninguém, não denuncieis injustamente e contentai-vos com o vosso soldo.»

    ResponderExcluir
  2. Irmão, que igreja você frequenta ou que igreja você aconselharia frequentar. Eu já visitei tantas igrejas, mas com nenhuma até agora me identifiquei. A paz de Cristo!
    julianaalves_1985@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Prezada Juliana,
    Que posso eu dizer? Recomendar uma igreja é difícil, mas procure uma onde seu espírito sinta-se em paz.
    Abraço,
    Éber

    ResponderExcluir