segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

ORAÇÃO INTERCESSÓRIA, ISSO EXISTE?

Há algum tempo atrás, convivi durante aproximadamente 4 semanas com a liderança (pastores) de uma das maiores comunidades evangélicas de Curitiba, que tem crescido impressionantemente nos poucos últimos anos. Esse curto período foi o suficiente para que eu constatasse neles um comportamento arrogante, sendo taxativos em relação às outras igrejas, afirmando abertamente que eram a única igreja sem pastores frustrados em seus ministérios. Com um estilo legalista de ensino autoritário, passam aos que estão ao seu redor, muita intimidação, sendo que a autoridade deles nunca pode ser contestada. Estabelecem condições para que suas ovelhas recebam a aceitação de Deus através deles, além de governarem de forma "você faz o que eu mando e não faz o que não mando, do contrário está 'fora'".

Creio que os evangélicos estão cansados desse tipo de igreja/comunidade e liderança. Precisamos de pastores/líderes que transmitam a Graça de Deus, pura como ela está posta na Palavra. No mundo em que estamos vivendo, ninguém mais aguenta religiosidade.

Nessa convivência, lá pelas tantas, ouvi um dos pastores dizer abertamente no meio de vários pastores de outras igrejas aliançadas: "Eu interceder por alguma pessoa? De forma alguma. Ninguém deve intercer por ninguém, pois não se pode ficar entre Deus e uma pessoa. Jesus é o intercessor". Não foi citado por ele, mas creio que tinha em mente o texto de Hebreus 7:25 que fala sobre o sacerdócio eterno de Jesus Cristo que intercede diante de Deus. De qualquer forma, aquilo me soou totalmente esquisito.

Primeiro, vamos analisar etmologicamente os 2 versículos. Em 1 Timóteo 2:1 a palavra empregada para o substantivo feminino intercessão (ato de interceder) é έντευξις ou enteuxis que significa suplicar, orar suplicando. Já no texto de Hebreus 7:25, o verbo interceder é έντυγχάνω ou entugchanō que significa lidar a favor, agir em prol de alguém. São duas coisas completamente diferentes. Portanto, não dá para se enganar.

Examinemos agora, a afirmação do pastor sob o que escreveu Gregory R. Frizzell no seu livro "How to Develop a Powerful Prayer Life" (Como desenvolver uma vida poderosa de oração), 1999, baseado na Bíblia:

"Quarto tipo de oração: intercessão
É o tipo de oração na qual nós enfocamos as necessidades dos outros.
Interceder por alguém é estar na brecha como Ezequiel 22:30 menciona "Procurei entre eles um homem que erguesse o muro e se pusesse na brecha diante de mim e em favor desta terra, para que eu não a destruísse, mas não encontrei nenhum". A passagem de Ezequiel descreve a intercessão por uma nação inteira na sua rebelião contra Deus. A intercessão é também o tipo de oração feita em favor de um crente relapso ou afastado e pela salvação de perdidos.
No entanto, a intercessão não é só usada em favor das pessoas afastadas ou perdidas, é também importante interceder por aqueles que estão no serviço do Senhor, como por exemplo: evangelistas, missionários, pastores e professores. Orar por aqueles com necessidades físicas representa um outro tipo de intercessão. A intercessão é um tipo de oração muito abrangente, que cobre qualquer coisa, desde orar pela salvação de um perido até rogar as bênçãos de Deus sobre um grande evangelista ou pastor. Deus ordenou que intercedêssemos em favor dos perdidos, pois essa é a maneira fundamental pela qual Ele trabalha para salvá-los e encher de poder a igreja.
É importante notar que Deus chamou todos os crentes para interceder. Embora alguns sejam chamados de uma forma especial, nenhum crente poder dizer que a intercessão 'não é a sua praia'. Todos os crentes tem que praticar pelo menos os níveis básicos de intercessão de forma regular (1 Timóteo 2:1-2).
Infelizmente, a intercessão é pouco praticada porque requer que o enfoque esteja fora do nosso círculo imediato, mas ela é o tipo de oração mais crucial para alcançar os perdidos e renovar a igreja. Uma vida de oração biblicamente balanceada deve incluir a intercessão consistente por todas as questões do grande Reino.
Textos para referência: 1 Samuel 12:23; Ezequiel 22:30 e 1 Timóteo 2:1."

"E quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito." (1 Samuel 12:23)

"E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei." (Ezequiel 22:30)

"Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador." (1 Timóteo 2:1-3)

Agora você avalie o que foi dito por aquele pastor e pelo que leu. Quem tem a postura que nos lembra a Graça?

Creio que eu e você, blogueiro, podemos INTERCEDER pelos pastores daquela comunidade, para que Deus tenha misericórdia.

É isso aí.
Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário