quinta-feira, 27 de agosto de 2009

NAÇÃO DOS 318... QUE PALHAÇADA É ESSA?

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) tem sofrido ataques da Rede Globo não por pregar a Jesus Cristo, não se engane. Apesar dos pastores da IURD afirmarem que estão alegres por essa perseguição, ela verdadeiramente, de forma alguma, se encaixa na 9a. bem-aventurança de Jesus: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.” (Mateus 5:11-12)

A briga vigente é por influência, projeção, audiência, enfim, poder. Poder humano que efetivamente não subsistirá quando Jesus Cristo voltar. Uma vez que todo joelho se dobrará diante dEle (Romanos 14:11) e que o Senhor Jesus tem poder sobre tudo o que está nos céus, debaixo dos céus e debaixo da terra (Mateus 28:18-19), não se justifica essa luta carnal por parte da IURD, a não ser que ela, a IURD, esteja interessada mais em Mamom do que em Deus!

A rádio da IURD continua insistindo nas heresias. Dizem-se evangélicos (aqueles que seguem os Evangelhos), cristãos (aqueles que seguem a Cristo e pregam a mesma mensagem dEle), mas eu começo a duvidar disso, radicalmente, tendo por base o que pregam.

Nesta semana a propaganda para fazer prosélitos é essa: "Se você está endividado, com cheque sem fundos, se os credores estão a sua porta, se você vive na dependência de agiotas, venha para a nação dos 318 da Igreja Universal do Reino de Deus, pois ali estarão 318 pastores clamando por você. Nós vamos transformar sua vida. Assim como Habacuque, estaremos na torre de vigia para cobrar de Deus uma resposta para sua vida financeira." Essa chamada está rolando no rádio continuamente (aliás, cada dia é uma heresia nova) para quem quiser ouvir, se é que duvida das palavras que acima escrevi. São palavras deles mesmos e que respondam diante dos homens e de Deus por elas!

Na verdade, ao invés da IURD ensinar as pessoas a terem um relacionamento pessoal com o Senhor Jesus Cristo, criam esses cultos (além dos "cultos de descarrego" - o que é isso hein, libertação macumbeira???) para controlar pessoas (uma versão panotípica barata e espiritualizada de "Vigiar e Punir" de Michel Foucault), usando o nome de Deus como um avalista das coisas que prometem, justificando seus desejos espúrios. Estão podendo, também com um avalista desse peso!!! Será que o interesse não é ter mais um dizimista na igreja? Fico duvidoso sobre onde está a verdade; não a percebo claramente. Se está escondida, nas trevas, logo é uma mentira; coisa do "cãopeta".

Obviamente que Deus zelará pelo seu próprio nome e até pode responder a oração nos seus insondáveis desígnios, pois seu nome está sendo colocado a prova, mas ele julgará tudo com equidade e nada ficará impune. Deus não deve ser tentado. Sinto-me triste por esses "pastores" que pregam a falsidade.

É preciso ensinar as Escrituras para os que estão iniciando na fé, tenham a compreensão exata do que lá está escrito. Satanás adora quem não pensa. Ele deita e rola quando acha alguns para enganar. Jesus mesmo respondeu ao diabo assim: "Não tentarás o Senhor teu Deus." (Deuteronômio 6:16)

Mas o contrário eles têm ensinado e as vítimas acabam crendo assim: "se Deus não me der o que eu quero, não vale a pena crer nesse Deus; se Deus não me curar, vou para outra religião ou outro igreja" e assim seguem suas vidas tentando a Deus. Sem saber, vão servindo ao diabo. Ensinar alguém a confiar na oração de um pastor ou a ter fé em humanos não vai fazer com que alguém conheça a Jesus Cristo e desenvolva um relacionamento de amor e confiança no Pai Celestial.

Devemos orar sim, inclusive pedindo a Deus, pois Jesus Cristo nos ensinou assim na oração Sacerdotal (Jesus é o Sacerdote eterno). Agora, não devemos ordenar a Deus, pois a Ele ninguém deve ordenar nada. Ele é Deus e é Ele quem decide se é tempo de alguém receber algo ou não, se cura ou não, se é hora ou não. Lembre-se: tentar a Deus consiste em ordenar a Ele qualquer coisa que se queira.

Então, será que o fato de serem 318 pastores a oração vai chegar mais rápido nos céus? Será que pelo fato de serem 318 pastores, Deus ficará impressionado e/ou intimidado e acabará "acatando" o que esses pastores pedem? Sendo 318 pastores é mais pressão? Será que são necessários 318 pastores para clamarem por pessoas que precisam, primeiro, aprender a regularizar suas vidas na área humana?

Que a verdade seja dita, uma grande maioria dessas pessoas, presas fáceis, que buscam esses cultos apregoados pela IURD, precisam ajustar suas vidas com Deus pedindo perdão pelos seus pecados (certamente que o sangue de Jesus Cristo, o Filho de Deus, derramado no Calvário, pode nos lavar dos nossos pecados, como afirmado em I João 1:7), depois tomar uma atitude volitiva de deixar o engano, o roubo, a mentira, a falcatrua, o jogo, os atos ilícitos, a trapaça, e iniciar uma vida simples e humilde diante de Deus. Não adianta ninguém clamar por ninguém, pois Deus sonda os corações. Deus não se impressiona com palavras cheias de pompa ditas nas orações.

É dever da Igreja Universal do Reino de Deus pregar a verdade de Cristo Jesus e depois, no âmbito pessoal, do amor fratenal, educar os neófitos da fé a caminharem em mansidão e justiça diante dos homens, pois não mais andam em trevas; Jesus agora os iluminou.

Mas por que a IURD não age assim? Quem ganha com isso? Quem se escandaliza com isso? Quem lucra com isso?

No Velho Testamento eram 400 os profetas "clamando" e foram todos consumidos quando apenas 1 (um) profeta verdadeiro do Deus altíssimo clamou a Ele. Elias não clamou por ninguém, clamou para que Deus se revelasse quem Ele é!

Um pedido às igrejas evangélicas: "PREGUEM APENAS A CRISTO CRUCIFICADO, PODER DE DEUS E SABEDORIA DE DEUS PARA SALVAÇÃO DE TODO AQUELE QUE CRÊ" (I Coríntios 1:23-25).


É isso aí. Fique na paz.

Escrito e publicado aqui por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário