sexta-feira, 22 de maio de 2009

RENDIDOS EM TERRA FIRME

Introdução
Estamos vivendo uma hora que precisamos de homens e mulheres rendidos na terra seca. Os EUA está falido, deve mais de 1 trilhão de dólares para a China. As cinco trombetas já soaram, estamos entrando na janela para o toque da sexta trombeta. Obviamente, para aqueles que estão perdidos nesse assunto, a sétima trombeta soará trazendo Jesus Cristo. Portanto, a volta do Salvador está muito, muito próxima.

Leitura bíblica
"E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe. E disse: Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz. Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente das águas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim. E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo. As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. Eu desci até aos fundamentos dos montes; a terra me encerrou para sempre com os seus ferrolhos; mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó SENHOR meu Deus. Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo. Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia. Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do SENHOR vem a salvação. Falou, pois, o SENHOR ao peixe, e este vomitou a Jonas na terra seca.”

Texto
Creio que essa é uma mensagem que o Espírito Santo (E.S.) quer falar a nossa geração. Se olharmos para o Velho Testamento, apenas como um ponto histórico, não aprendemos a palavra de Deus viva para nós nesses dias. Mas se deixarmos que o E.S. nos revele o coração de Deus, iremos crescer em graça, pois é de fé em fé, de glória em glória que esse crescimento acontece. Amém

Jonas é o tipo de homem ou mulher que não quer um relacionamento pessoal com Deus e com os homens para os quais ele(a) foi chamado(a). Não há possibilidade de viver uma coisa sem a outra, como um cristão. Como Jonas não queria esse tipo de relacionamento, ele tomou um caminho que achava ser mais fácil.

Em Jonas 1:1 diz: “E veio a palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive (vamos trocar aqui por Curitiba, ao invés de Nínive), e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do Senhor para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do Senhor.” (Ênfase minha)

Veja, Jonas se junta a um grupo de pessoas que está indo na direção oposta daquela que Deus o está chamando. A escritura diz que ele pagou a passagem. Existe sempre um preço a pagar quando saímos da vontade de Deus para nossa vida. E o meu temor para essa geração, a minha geração, é a escolha de uma saída fácil, um evangelho fácil a ser vivido, um evangelho do pensamento positivo, um evangelho motivacional, da prosperidade, mas que terminantemente vai nos levar para bem longe de Cristo.

Em Zacarias 11:17 diz assim: “Ai do pastor inútil, que abandona o rebanho! A espada cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; e o seu braço completamente se secará, e o seu olho direito completamente se escurecerá”. Aqui está o preço que se paga; é perder a força e a visão.

Igreja do Senhor escute: a força e a visão somente vem do Senhor quando estamos dentro da vontade de Deus e obedecendo a Ele. O oposto acontece quando estamos nos movendo na direção errada. Há perda da força, a seiva espiritual começa a secar-se e as pessoas começam a correr atrás de movimentos evangélicos motivacionais - de seminários para convenções, de encontros a congressos, de campanhas para reuinões de quebra de maldição - tudo para escutar uma mensagem que lhes agrade os ouvidos, exatamente como alertou o apóstolo Paulo: "Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas." (II Timóteo 4:3-4) E o mesmo se dá com a perda da visão, que é a clara falta de discernimento, de entendimento, não somente dos tempos em que estamos vivendo, mas também da direção pessoal, para onde devemos ir.

“Mas o SENHOR mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma forte tempestade, e o navio estava a ponto de quebrar-se. Então temeram os marinheiros, e clamavam cada um ao seu deus, e lançaram ao mar as cargas, que estavam no navio, para o aliviarem do seu peso; Jonas, porém, desceu ao porão do navio, e, tendo-se deitado, dormia um profundo sono. E o mestre do navio chegou-se a ele, e disse-lhe: Que tens, dorminhoco? Levanta-te, clama ao teu Deus; talvez assim ele se lembre de nós para que não pereçamos. E diziam cada um ao seu companheiro: Vinde, e lancemos sortes, para que saibamos por que causa nos sobreveio este mal. E lançaram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas. Então lhe disseram: Declara-nos tu agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual é a tua terra? E de que povo és tu? E ele lhes disse: Eu sou hebreu, e temo ao SENHOR, o Deus do céu, que fez o mar e a terra seca.” (Jonas 1:4-9)

As nações, os povos não conhecem a Jesus como Deus, Salvador e Senhor. Se conhecem a Jesus, lembram dele crucificado, lá na cruz e o usam como um amuleto nos seus pescoços e carros para dar uma possível proteção, como se naquele emblema existisse algum poder, mas fazem tudo o que é detestável diante dos olhos de Deus.

Em 2008, eu estava andando nas ruas apertadas da velha Jerusalém, onde os comerciantes judeus, mulçumanos e cristãos vendem nas suas lojas artigos "cristãos" e o E.S. me parou em várias delas para me mostrar o que eles estavam vendendo: Cristos de todas as formas, para todos os tipos de povos, ritualizado nos braços de Maria ou entre seus discípulos, até que ouvi algo em meu espírito que me estremeceu: "Tenho náuseas dessa religiosidade e os vomitarei da minha boca porque a mim não me conhecem".

Ezequiel 20:32 “E o que veio ao vosso espírito de modo algum sucederá, quando dizeis: Seremos como os gentios, como as outras famílias da terra, servindo ao madeiro e à pedra". O que Senhor está dizendo aqui é "Se você quer ser como aqueles que não me conhecem, viver no Egito, para o Egito, Eu tratarei diretamente contigo”, como escrito em Ezequiel 20:37 "E Ele fará isso por causa do seu amor, enquanto é tempo".

Não viva nessa terra como se ela pudesse lhe trazer felicidade, salvação e vida eterna, pois ele não lhe dará isso. Certamente só em Jesus encontramos gratuitamente paz, felicidade, alegria, amor, salvação e vida eterna.

Existe uma tele-evangelista Norte-Americana, muito conhecida, chamada Joyce Meyer, que tem um jato particular de 10 milhões de dólares, vive nababescamente em uma mansão de mais alguns milhões de dólares (http://www.trinityfi.org/press/JoyceMeyer1.html) e infelizmente está vendendo seu material (livros, vídeos, etc.) no Brasil aos milhares. Quero ALERTAR que ela prega coisas falsas no nome de Deus, pregando uma teologia da Babilônia. Ela mesma afirma que Deus a fez rica assim. Ela disse (eu vi e ouvi e vou traduzir o que ela afirmou) em uma das suas "poderosas" mensagens (tradução literal): "Não creio que Deus não queira que você dirija um carro de último tipo, que tenha um guarda-roupa chique, que viva numa mansão e que tenha excelentes promoções; Ele quer que você tenha uma ótima vida social, Deus quer que você tenha tudo o que de melhor o mundo pode lhe oferecer". Ela ainda aleivosamente troca as palavras de João, dizendo (tradução literal): “Se fosse nos dias de hoje a linguagem que João escreveria seria desta forma: 'Meus queridos, eu quero que vocês tenham toda e qualquer bênção terrena que vocês possivelmente pode imaginar'. Isso é doutrina de demônios com aparência do bem! Na verdade, o evangelho que ela prega contém uma palavra verdadeira entre 9 falsas e o pior é que o povo de Cristo parece não se aperceber disso e acham que pelo fato dela ter dito uma palavra verdadeira, que se assemelha com o evangelho de Cristo, que estão ouvindo o mesmo evangelho da Bíblia. Mas não é! A coisa vai além e ela teve a coragem de dizer isso (tradução literal): "Você sabia que não é necessário você morrer para si mesmo para ir para o céu? Você pode ser egoísta durante toda a sua vida e ainda ir para o céu. Por que Deus não iria querer que os pecadores também tenham as coisas boas dessa vida?" Durante essa mesma pregação diabólica, disse assim (tradução literal): "Algumas vezes nos nossos encontros, aparecem algumas pessoas tão mal vestidas e com roupas tão amassadas que dá vontade de perguntar: O que aconteceu com você hoje, ainda não se olhou no espelho? Essas pessoas vem usando roupas tão amassadas que parece terem ficado dentro da secadora de roupa a noite toda." E a platéia - chamo de platéia porque é um show e não pode ser uma igreja mesmo - se matou de rir no vídeo com essa estúpida propagação de um falso evangelho.

Estou julgando essa mulher? Não, ela que viva como quiser, pois terá que prestar conta de tudo no última dia diante de Jesus Cristo. Mas julgo sim o que ela tem pregado, à luz da própria palavra de Deus. Que seja anátema qualquer um, até mesmo um anjo, que pregar um outro evangelho. Somente quando você compara com a verdadeira palavra de Deus é que você percebe o quanto fraudulentos são esses tipos de pregadores televisivos Norte-Americanos; porcarias exportadas de um mundo Babilônico para nós e que nos subjulgamos, achando que tudo o que de lá vem é o mais puro evangelho de Cristo.

Ao contrário, eu quero ser gentil para com os pobres e Deus tem me mostrado como fazer isso e espero que o Senhor Jesus já tenha levado você a essa revelação do verdadeiro evangelho. Tenho orado e chorado diante de Deus para que a sua igreja seja bondosa e cuidadosa com os pobres, com a viúva, com os órfãos e com os mais desafortunados dessa terra.

Foi isso que aconteceu com Jó. Ele foi um homem de sofrimento, perdeu sua família, seus bens, suas propriedades e quando estava só em feridas, abandonado, raspando suas feridas com caco de telha e os cachorros lambendo suas chagas, sentado em cinzas, vieram seus 3 “supostos” amigos, satanicamente inspirados e disseram – em outras palavras - a esse pobre homem: "Se Deus estivesse com você, você seria próspero e rico, se Deus estivesse com você, você seria saudável, se Deus estivesse com você, você não teria problemas, você seria feliz”. Se alguém já lhe disse isso saiba de algo, essa é uma teologia do próprio inferno, vindo do bafo fedorento de enxofre do próprio satanás!

A Babilônia tem a sua própria religião, a sua própria teologia, que é a falta de temperança nos apetites da carne, são pessoas que não têm a lei de Deus em seus corações, são mais amantes dos prazeres do que de Deus, soam religiosos, mas têm a completa falta de Jesus Cristo em si mesmos e esses que se assemelham à Babilônia são uma abominação para Deus e não se encaixam de forma alguma no perfil da noiva de Jesus Cristo.

A Babilônia é simbolicamente uma condição espiritual decaída de uma sociedade depravada que fala em nome de Deus, até cita a Bíblia, e é bem exemplificada pelo apóstolo Paulo em II Timóteo 3:2-4 "Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus.”

As Escrituras estão nos alertando, desde o princípio dos tempos até o Apocalipse, afirmando que satanás viria nesses últimos dias que estamos vivendo, duplicando - alterando - o Evangelho de Jesus Cristo. Escute, pare, não se amolde com este mundo decaído, onde satanás reina! Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o E.S. está dizendo.

Esses que pregam a Babilônia são mercadores de satanás e o diabo permite que eles falem coisas obsessivamente prazerosas em nome de Deus. Em Apocalipse 18:4, João diz: "E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas". Saiam desse falso Cristo, saiam desse falso cristianismo que nem minimamente representa a Jesus Cristo.

Conclusão
Jonas foi chamado para pregar - dizer - a verdade, assim como eu e você somos chamados pela Grande Comissão - não Grande Sugestão. O Senhor não nos comissionou para ficarmos entretendo pessoas, mas para falar acerca de um Salvador eterno. Como podemos escapar da teologia da Babilônia? Em Salmo 41:1-3 diz: “Bem-aventurado é aquele que atende ao pobre; o Senhor o livrará no dia do mal. O Senhor o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos.”

Ajudar ao pobre, ao carente, ao necessitado, nem sempre quer dizer dar dinheiro. Pode ser uma palavra, um ombro para chorar um mero olhar de compaixão. Pedro e João, apesar de todos esses pregadores da prosperidade cristã insistirem em algo diferente, não tinham qualquer dinheiro, eram pobres mesmo, e mesmo assim tocavam o coração de Deus que é de onde provém toda nossa riqueza. Pedro e João vão entrando no templo e ali está esse homem aleijado pedindo dinheiro, e eles não tinham um centavo no bolso, e abençoaram esse homem de tal forma que Jesus Cristo o curou.

A teologia de hoje odeia essa pobreza, essa simplicidade de Cristo Jesus. Tiago, irmão do Senhor, inspirado pelo E.S. escreve: "Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam? Mas vós desonrastes o pobre." (Tiago 2:5-6)

Que o E.S. de Deus lhe oriente por que caminhos andar nesses dias maus que estamos vivendo. Dias mais escuros e pesados ainda estão por vir sobre nós. Achará o Senhor fé em nossos corações quando ele voltar?

Escrito e publicado por Éber Stevão

Nenhum comentário:

Postar um comentário